Donos de rede de supermercado envolvidos em morte de militar são soltos em Manaus

Um habeas corpus colocou em liberdade Joabson Agostinho Gomes e Jordana Freire

Manaus – Os donos de uma rede de supermercados de Manaus, Joabson Agostinho Gomes e Jordana Freire, envolvidos na morte do militar Lucas Guimarães, foram soltos na manhã desta quarta-feira (10).

A decisão foi proferida pelo ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em um habeas corpus movido por Joabson, mas o benefício foi estendido a Jordana.

Joabson Agostinho Gomes e Jordana Freire foram soltos na manhã desta quarta-feira, 10 (Foto: Divulgação)

Em outubro, Joabson e Jordana pediram ao Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam) para serem liberados sob alegação de que houve ilegalidade na decisão que prorrogou a prisão temporária deles pelo prazo de 30 dias. A defesa deles apontou que o prolongamento da prisão ocorreu sem que o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) fosse ouvido.

Com a decisão do STJ, o casal deve cumprir o processo em liberdade. Segundo o advogado da família de Lucas, a notícia foi recebida com revolta.

Anúncio