Em meio à pandemia, Detran registra recorde histórico de motoristas embriagados

De acordo com o órgão, 62 motoristas testaram positivo no bafômetro ao longo do último fim de semana, em Manaus

Manaus – As operações de fiscalização de trânsito e da Lei Seca realizadas, no último fim de semana, pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) bateram recorde histórico de flagrantes de pessoas dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica. Foram 62 testes positivos de bafômetro entre a noite de sexta-feira (21) e a noite deste domingo (23). O balanço foi divulgado nesta segunda (24).

“Nunca, na história do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) do Detran Amazonas, havíamos pego tantos motoristas dirigindo embriagados. Tirando o período de carnaval, que é uma situação atípica, esse foi o maior número de testes positivos para alcoolemia já registrado num único final de semana”, afirmou Victor Mansur, coordenador-geral do núcleo.

O recorde anterior era de 55 testes positivos para alcoolemia, registrados no último final de semana do mês de junho.

O recorde anterior era de 55 testes positivos para alcoolemia, registrados no último final de semana do mês de junho (Foto: Divulgação)

Sábado

Dos 62 flagrantes de alcoolemia feitos no final de semana, 40 foram registrados somente nas blitze realizadas no sábado (22). Esse número é igual ao registrado no último dia oito de junho, que foi considerado o recorde de motoristas flagrados em um único dia, dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), quem for pego dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica tem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e passa a responder a processo para suspensão do documento. Além disso, o condutor é multado em R$ 2.934,70. Ele também pode ter o veículo removido caso não haja pessoa habilitada e sóbria para assumir a direção.

Autuações

Durante o último final de semana, mais de mil veículos foram abordados nas blitze do Detran. Elas ocorreram em vias dos bairros Parque 10, Santa Etelvina, Parque São Pedro e Colônia Japonesa.

Ao todo, 361 motoristas foram autuados por outras infrações de trânsito e 66 veículos foram removidos por irregularidades. Outros dois condutores acabaram detidos por desobediência e levados à delegacia.

Um desses casos aconteceu no sábado, quando um motociclista, 33 anos, fugiu da blitz e acabou perdendo o controle da moto. Ele estava acompanhado de uma pessoa sem capacete, que acabou se ferindo e precisou ser encaminhada ao Pronto-Socorro. O condutor, além de ser multado por estar conduzindo pessoa sem o equipamento de segurança, também foi autuado criminalmente pela desobediência à ordem de parada dos policiais.

Anúncio