Em nota, Susam contesta deputado Serafim Corrêa

Nota de esclarecimento – Direito de resposta

Manaus – Em razão da matéria divulgada neste site de notícias, no dia 17 deste mês, intitulada ‘Governo não pode mais atribuir à gestão passada a crise na Saúde, diz Serafim’, na qual o deputado estadual Serafim Corrêa afirma que o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH) recebe R$ 8 milhões para fazer 120 cirurgias/mês e que cada cirurgia custa R$ 66 mil, a secretaria de Estado de Saúde e (Susam) e a direção do HPS Delphina Aziz solicitam espaço para os seguintes esclarecimentos:

1 – O valor mensal mencionado na matéria não é destinado somente a cirurgias. O valor citado é destinado à gestão da assistência hospitalar do Complexo Zona Norte, que inclui tanto o HPS Delphina Aziz quanto a Unidade de Pronto Atendimento (UPA Campo Sales). Esclarecemos que o funcionamento do atendimento hospitalar nas duas unidades administradas pelo INDSH é realizado 24h por dia todos os dias da semana.

Fachada do Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz (Foto: Divulgação)

2 – Dentre todos os serviços hospitalares realizados no HPS Delphina Aziz estão cirurgias, serviço de apoio ao diagnóstico e tratamento, tais como mamografia, ressonância, tomografia, endoscopia, ultrassonografia, radiologia, colonoscopia, eletrocardiograma, retosigmoitoscopia, além de exames ambulatoriais de pacientes da unidade e da rede SUS encaminhados via Sistema de Regulação (SISREG), atendimentos clínicos, serviço de internação e pronto atendimento.

3 – O contrato também inclui pagamento de mão de obra, com uma folha de pagamento que compreende a 843 funcionários do instituto e terceirizados.

4 – Somente no pronto atendimento, o complexo hospitalar da zona norte realiza cerca de 22 mil atendimentos/mês. Já o serviço de apoio ao diagnóstico realiza cerca de 15 mil atendimentos por mês.

O HPS Delphina Aziz e a Susam estão à disposição para qualquer esclarecimento que se fizer necessário.