Emoção marca funeral de sócio do Picanha Mania

Domingos Sávio Alves de Lima 36, morreu em um acidente de trânsito na Avenida Nathan Xavier, bairro Novo Aleixo, zona norte de Manaus, na noite desta quinta-feira (2)

Manaus – “Dono do coração mais doce e gentil que conheci. Ele era capaz de se doar ao próximo”, refletiu Rafaela Alves, 24, sobrinha do sócio da Picanha Mania, Domingos Sávio Alves de Lima 36, que morreu em um acidente de trânsito na Avenida Nathan Xavier, bairro Novo Aleixo, zona norte da capital, na noite desta quinta-feira (2). O acidente também deixou ferido um amigo da vítima, de identidade preservada, que havia comprado o carro no qual os dois estavam, no momento do ocorrido, segundo Rafaela, que trabalhou com o tio no setor financeiro da empresa.

O corpo de Domingos foi velado na Funerária Canaã (Foto: Filipe Távora/Divulgação)

A familiar informou que o homem que estava com Domingos foi levado ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio, na zona leste da cidade. “Ele era amante de automobilismo e o comprador do veículo usado no dia do acidente”, disse.

Domingos deixou três filhos. Ele atuava como gerente geral da Picanha Mania, além de ser ‘braço direito’ do outro sócio da empresa, de acordo com Rafaela. “Ele era dono de um temperamento fortíssimo. Seu lema era: ‘Deixa comigo. O que eu não puder fazer, ninguém faz’. Com esse jeito, ele conquistou incontáveis corações, deixando seu legado aqui na Terra”, contou a jovem.

O corpo de Domingos foi velado na Funerária Canaã, situada na Rua Major Gabriel, bairro Praça 14, zona sul de Manaus, na tarde desta sexta-feira (3). Emocionados, os familiares não concederam entrevista à equipe de reportagem.

Acidente

Por volta das 22h30 desta quinta-feira (2), Domingos dirigia um carro modelo Gol, de cor prata e placa MED-0731, quando perdeu o controle em um curva, invadiu a contra-mão da via e colidiu contra uma mureta. Ele ficou preso entre as ferragens.

Anúncio