Empresário alvo da PF já recebeu mais de R$ 12 milhões da gestão David

Irmã do prefeito, a secretária da Semed, Dulce Almeida, fez pagamentos para a empresa a Vat, de Francisco Cirilo Neto

Manaus – Irmã do prefeito David, a secretária municipal de Educação (Semed) Dulce Almeida, já pagou mais de R$ 12 milhões para a empresa a Vat Tecnologia da Informação Ltda., do empresário Francisco Cirilo Anunciação Neto, investigado pela Polícia Federal (PF), na operação Dente de Marfim.

(Foto: Montagem / D24am)

A investigação apura crimes contra a ordem tributária, de sonegação fiscal, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro em contratos da Mamute Conservação, Construção e Pavimentação na Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) da Prefeitura de Manaus.

Francisco Círilo, seu sócio na Rede Floresta Viva de TV, Silas Pedrosa, o secretário municipal de Limpeza Pública, Sebastião Reis, e o subsecretário Altervi de Souza Moreira foram incluídos pela PF no ‘núcleo político’ do escândalo do lixo, que envolve desde pagamentos indevidos como ‘mensalinhos’, até a ação de ‘laranjas’, conforme a apuração dos grampos da PF.

Somente no ano passado, a secretária Dulce Almeida autorizou a emissão de 22 notas de empenho, com valores entre R$ 16,8 mil e R$ 5,1 milhões, para a VAT, que totalizaram o valor pago de R$ 9,7 milhões para a empresa.

Em 2024, a Semed já emitiu seis notas de empenho, a mais baixa de R$ 24 mil e a mais alta de R$ 1,9 milhão, com um total de R$ 2,3 milhões para a empresa.

De acordo com o contrato assinado com a Semed, a VAT presta serviços de “produção, transmissão e gravação de videoaulas a partir de conteúdos educacionais, incluso locação dos estúdios, o fornecimento e instalação de equipamentos, os serviços de manutenção, edição e de indexação de conteúdo e armazenamento de dados domésticos com redundância de armazenamento em nuvem”.

Confira empenhos e pagamentos de 2023 e 2024.

Anúncio