Empresários bancam show de Bruno e Marrone em Urucurituba após proibição do STJ

Decisão do STJ tinha proibido Urucurituba de gastar R$ 700 mil com shows de Bruno e Marrone e Sorriso Maroto

Urucurituba – Após proibição do Superior Tribunal de Justiça (STJ), empresários bancaram o show da dupla sertaneja Bruno e Marrone na madrugada desta quinta-feira (16) durante a programação da 17ª Festa do Cacau, em Urucurituba (a 208 quilômetros a leste de Manaus).

Empresários bancam show de Bruno e Marrone em Urucurituba após proibição do STJ (Foto: Reprodução / Instagram @festadocacau2022)

O prefeito de Urucurituba subiu no palco e informou que iria cumprir a decisão judicial do STJ e pedir da empresa dos músicos a devolução do dinheiro da contratação. Ainda conforme o prefeito, uma iniciativa privada resolveu patrocinar o evento e assim o show foi mantido.

Decisão do STJ

Contratados pela prefeitura do município, os shows da dupla e do grupo Sorriso Maroto haviam sido proibidos pelo presidente do STJ, ministro Humberto Martins, a pedido do Ministério Público do Amazonas (MPAM). Segundo o ministro, os valores gastos com os shows seriam R$ 500 mil para a dupla e R$ 200 mil para a banda de pagode.​​​​​​​​​

O MPAM apontou grave lesão ao interesse público e aos princípios da administração pública na contratação dos dois shows pela prefeitura. O órgão afirmou que o município vive situação precária em relação a vários serviços públicos e que a população sofreria consequências graves com tais despesas.

Veja vídeos:

 

Anúncio