Entidades se reúnem para alinhar ações de enfrentamento à estiagem em 2024

Os encontros tem como objetivo criar estratégias que possam reduzir o impacto da seca

Manaus – De janeiro até abril deste ano, o Governo do Amazonas já realizou mais de 80 reuniões com diversos setores, incluindo indústrias, empresas privadas, órgãos municipais, estaduais e federais, para fornecer informações e coordenar ações de prevenção sobre o enfrentamento de uma possível estiagem severa em 2024. Os encontros foram determinados pelo governador Wilson Lima, que nesta segunda-feira (06), reuniu com secretários de Estado para alinhar previamente estratégias que possam reduzir o impacto da seca em 2024.

(Foto: Diego Peres/ Secom)

De acordo com o secretário executivo da Defesa Civil do Amazonas, coronel Francisco Máximo, o governo realizou reuniões com o Tribunal Regional Eleitoral, concessionárias de Energia e Saneamento e Água, empresas de transporte e logística, prefeitos e secretarias municipais, Ministério Público de Contas e empresas de telecomunicação. O objetivo é garantir que os serviços não sejam interrompidos.

“O governador Wilson Lima tem determinado que façamos, com a devida antecedência, todos os planejamentos necessários para garantir que o estado esteja preparado para a estiagem. Dentro dessas ações preparatórias já fizemos reuniões com 88 instituições tanto a nível federal, estadual, municipal e entidades públicas e privadas”, disse o secretário da Defesa Civil.

Combate aos focos de incêndio
Outra preocupação é o combate aos focos de incêndio que podem aumentar no período de estiagem, levando em consideração as condições climáticas e o fenômeno El Niño, que intensificaram a seca de 2023, facilitando a disseminação do fogo.

Segundo o secretário de Estado de Meio Ambiente (Sema), Eduardo Taveira, algumas estratégias já estão sendo antecipadas através de projetos com o governo alemão. O trabalho deve ocorrer de forma integrada com outros órgãos estaduais.

“São recursos que já estão sendo empregados para a gente montar uma estrutura de prevenção nos municípios prioritários. A ideia é que a gente possa trabalhar integrado com o Ipaam e com o Corpo de Bombeiros. Esses recursos estão sendo disponibilizados para estruturar nesse período esses pontos de atenção, inclusive já prevendo o treinamento das brigadas que acontecerão em nove municípios que têm os maiores focos de queimadas”, afirmou o secretário.

Abastecimento de energia elétrica
Em fevereiro deste ano o governo apresentou a síntese do prognóstico de estiagem para o ano de 2024, para órgãos, autarquias e representantes de empresas fornecedoras de energia elétrica do estado. O relatório apresenta dados e informações sobre as previsões meteorológicas, níveis dos rios e possíveis impactos.

A reunião contou com a participação de representantes da Secretaria de Estado de Energia, Mineração e Gás – Semig, Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, Agência Nacional de Petróleo, Companhia de Gás do Amazonas – Cigás, Amazonas Energia, Oliveira Energia, Aggreko, Atem, Ream entre outras.

Anúncio