Equipe da concessionária de energia é expulsa do bairro Alvorada 2; veja vídeos

Manifestantes bloquearam as ruas e os funcionários que estavam no local foram expulsos

Manaus – Moradores impediram a entrada de funcionários da Amazonas Energia na manhã desta terça-feira (12) no bairro Alvorada 2, zona centro-oeste de Manaus. A população é contra a instalação dos novos medidores de energia.

(Foto: Divulgação)

De acordo com informações, manifestantes colocaram fogo no meio das ruas 15 e 17 para bloquear a passagem. Os moradores informaram que somente a população pode transitar pelas ruas.

Por meio de nota, a Amazonas Energia informou que não procede a informação de que os novos aparelhos estão sendo instalados em postes do bairro. De acordo com a concessionária, “as pessoas não querem mais deixar a empresa fazer as manutenções de rotina, serviços estes que ocorrem diariamente, como troca de postes, cabos, transformadores”.

No dia 6 de junho, moradores da rua 8, no bairro Alvorada, também fizeram uma manifestação na tentativa de impedir os funcionários de se aproximarem dos postes de energia. A concessionária explicou que “a instalação da medição inteligente está suspensa até o momento devido a uma liminar”.

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) impediu que a Assembleia Legislativa do Estado (ALE) envie um projeto de lei que barra a instalação dos novos medidores de energia à sanção. A decisão é liminar e vale até que o caso seja resolvido em uma ação que já tramita no judiciário.

Leia a nota da Amazonas Energia:

A Amazonas Energia informa que todos os serviços agendados na data de hoje para o bairro Alvorada tratavam-se de serviços comerciais, de rotina e inspeções devidamente notificadas, em conformidade com a lei.

Ressaltamos que legislação do setor elétrico, no art. 228 da Resolução 1.000 da ANEEL, determina que os medidores pertencem à distribuidora, de forma que o cliente detém a salvaguarda dos equipamentos apenas.

Impedir os serviços agendados prejudica a continuidade e qualidade do serviço. A empresa repudia todo e qualquer ato de violência contra suas equipes e tomará as devidas providências.

Veja vídeos:

 

*Matéria atualizada, às 15h28, para acrescentar nota da Amazonas Energia

Anúncio