Explosão atinge frigorífico no Porto de Iranduba; não houve vítimas graves

Incidente provocou o vazamento de amônia no local. Pessoas que inalaram a substância foram conduzidas para o hospital do município

Manaus – Uma explosão com vazamento de amônia atingiu o frigorífico Bio Pescado da Amazônia, no Porto de Iranduba, a 27 quilômetros a sudoeste de Manaus. Por conta do incidente, 28 pessoas deram entrada no Hospital Hilda Freire, localizado na sede do município.

De acordo com o tenente Ronildo Ribeiro, por volta das 9h10, as equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) foram acionadas para o local.

“Nossa equipe levou nove minutos para chegar ao local onde foi constatado o vazamento de amônia, gás altamente tóxico. Cerca de 16 pessoas foram atendidas por nós no local, sendo cinco delas encaminhadas através das nossas ambulâncias e 11 por meios próprios”, explicou.

Frigorífico está localizado no Porto de Iranduba (Foto: Natasha Pinto/Divulgação)

De acordo com o gerente de Enfermagem do Hospital Hilda Freira, Ricardo Freitas, 28 pessoas deram entrada na unidade por conta do incidente. Ele informou ainda que todos estavam com a saúde estável.

“Nós fomos avisados que chegariam estes pacientes e montamos uma força tarefa. Funcionários do hospital que não estavam de plantão vieram para ajudar no atendimentos destas pessoas. Não tivemos nenhum óbito. Todas foram tratadas em tempo hábil e algumas já estão recebendo alta. Outras estão em observação, mas já foram medicadas. O quadro de todos é estável”, afirmou.

A equipe de reportagem do GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) foi até o local do acidente. Um funcionário, que não se identificou, disse que todas as pessoas foram encaminhadas para o hospital e que o gás tóxico é utilizado para a refrigeração dos frigoríficos. Ele disse também que a informação de que houve um incêndio no local é falsa.

Anúncio