Faixa Azul reduz tempo de deslocamento dos ônibus em 25 minutos, diz Sinetram

Atualmente, 11 linhas do transporte urbano de Manaus trafegam pelas faixas,localizadas nas avenidas Constantino Nery e Torquato Tapajós

Manaus – Um levantamento feito pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), mostra que as linhas que utilizam a Faixa Azul conseguem reduzir, em média, 25 minutos o tempo em seus respectivos itinerários. Atualmente, 11 linhas do transporte urbano de Manaus trafegam pelas faixas, localizadas nas avenidas Constantino Nery e Torquato Tapajós.

Atualmente, 11 linhas do transporte urbano de Manaus trafegam pelas faixas. (Foto: Reinaldo Okita)

A linha 640, que faz o itinerário entre o Terminal 4, no Jorge Teixeira, na zona leste, até o Centro, faz o percurso na média de 1 hora 50 minutos. Antes de utilizar a Faixa Azul, a linha fazia o mesmo percurso, na média, em 2 horas e 24 minutos. Outra linha é a 356, que sai do Residencial Viver Melhor, na zona norte, até o Centro, e cumpre o itinerário em 1 hora e 55 minutos utilizando a Faixa Azul. Antes, a linha demorava em média 2 horas e 20 minutos.

De acordo com o diretor do Acordo Operacional (Acop) do Sinetram, Azarias Carvalho, as faixas exclusivas são fundamentais para a redução do tempo de locomoção para os usuários que utilizam o transporte urbano, pois através delas, os ônibus não precisam dividir espaço com os outros veículos e evitam enfrentar congestionamentos.

“Os usuários que utilizam linhas da Faixa Azul ganharam mais qualidade de vida, pois além de chegar mais rápido no seu destino, não enfrentam congestionamento e podem aproveitar melhor seu tempo. Quando o ônibus anda mais rápido, os gastos de combustível são menores, isso influencia no valor da tarifa. Esse modelo deu certo em diversos países e também em várias cidades brasileiras”, destacou o diretor.

Ainda de acordo com Carvalho, uma das principais reclamações dos usuários do transporte é a demora. Entre 2016 e 2017, cerca de 32,3 milhões de passageiros deixaram de utilizar o sistema de transporte convencional, em Manaus. “A Faixa Azul pode trazer de volta aqueles usuários que saíram do sistema por conta, dentre outros fatores, da demora. Só vamos conseguir melhorar o sistema a partir do momento que conseguimos colocar as linhas que fazem grandes percursos, na faixa exclusiva”, explicou.

De acordo com o Sinetram, as linhas 208, 302, 300, 219, 540, 500, 356, 448, 560, 652 e 640 utilizam a Faixa Azul nas avenidas Constantino Nery e Torquato Tapajós. A frota que opera as 11 linhas é de 96 carros.

Anúncio