Fametro inicia reformas emergenciais da Santa Casa nesta quinta-feira

O Centro Universitário Fametro apresentou oficialmente o estudo de revitalização da Santa Casa de Misericórdia

Manaus – As reformas emergenciais da Santa Casa de Misericórdia iniciam nesta quinta-feira (12).O Centro Universitário Fametro apresentou oficialmente o estudo de revitalização da Santa Casa de Misericórdia, em cerimônia realizada no Centro de Manaus na noite desta quarta-feira (11).

O evento contou com a presença do presidente do grupo Fametro, Wellington Lins, da reitora da universidade, Maria do Carmo Seffair, e do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto.

O prédio da Santa Casa de Misericórdia foi arrematado pela Fametro em leilão pelo valor de R$ 9,3 milhões em novembro de 2019. No local vai funcionar o futuro hospital universitário.

As obras do prédio já haviam começado, mas foram embargadas por falta de licença. Entretanto, uma decisão na justiça autorizou o começo das obras emergenciais, conforme salientou a reitora Maria do Carmo Seffair.

“Estamos com uma medida judicial que nos autoriza começar as obras emergenciais, ou seja, toda e qualquer obra que seja necessária para a preservação do edifício.”, afirmou.

As obras emergenciais iniciam nesta quinta-feira, porém, o restante da reforma vai depender da liberação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico
Nacional (Iphan), processo que corre na justiça.

“Precisamos caminhar agora a partir disso com as licenças, com as permissões. É um hospital, ele vai necessariamente passar por várias licenças, então a gente só quer caminhar e que não haja entraves desnecessário”, pontuou a reitora da Fametro.

Segundo o presidente do grupo Fametro, Wellington Lins, o restante da obra deve durar dois anos. Muito além de um investimento privado, Maria do Carmo Seffair acredita que a principal finalidade da obra e o bem-estar da comunidade.

“Em uma obra dessa, o investimento que se faz, talvez tenha lucro a longo prazo. É mais um legado que você quer deixar para sociedade, de fato isso traz um outro tipo de valor, que não é só o valor monetário, mas traz sem dúvida alguma um valor inestimável”, finalizou Seffair.

Anúncio