Família de Isadora Thury comemora tratamento com medicamento dos EUA

A bebê, com Atrofia Muscular Espinhal (AME), conseguiu a complementação da Justiça para a infusão do medicamento Zolgesma, o remédio mais caro do mundo

Manaus – A família de Isadora Thury, a bebê diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME) conseguiu a complementação da Justiça para a infusão do medicamento Zolgesma, o remédio mais caro do mundo, específico para o tratamento de crianças com a doença. A infusão do remédio será pago pela União. A mãe de Isadora, Isabela Thury, publicou nesta terça-feira (3) no Instagram, um texto comemorando a conquista.

(Foto: Reprodução / Instagram)

Com a alta do dólar, o medicamento passou a custar R$ 12 milhões, valor que a família estava tentando arrecadar por meio de rifas, doações e campanhas virtuais. Porém a família de Isadora não havia conseguido arrecadar nem metade do valor e começou a buscar na justiça a infusão do medicamento. “Minha filha receberá a tão sonhada terapia genética. Minha filha vai andar!” Comemora a mãe de Isadora.

A criança já está com boa parte dos movimentos comprometidos e o Zolgesma é o único tratamento que pode salvar sua vida. Considerado o mais caro do mundo, o medicamento está disponível apenas nos Estados Unidos. Apenas uma dose do remédio custa aproximadamente 2,2 milhões de dólares que no início da campanha era o equivalente a R$9 milhões, porém, com a alta do dólar, passou a custar R$12 milhões.

A Atrofia Muscular Espinhal é uma doença degenerativa que reduz aos pouco, todos os movimentos e funções motoras da criança, até que no estágio mais avançado ela não consiga mais respirar. Isabela Thury, a mãe de Isadora e a bebê estão em Curitiba no Hospital Pequeno Príncipe, que é referência no Brasil no tratamento de crianças com AME. Porém, para ter resultados significativos, a criança precisa do Zolgensma, remédio que foi desenvolvido recentemente nos Estados Unidos e já mostrou resultados positivos em crianças portadoras de AME.

Anúncio