FCecon realiza apresentações parciais do Programa de Iniciação Científica

Foram defendidos 65 projetos sobre as mais diversas áreas da oncologia

Manaus – A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), encerrou, nesta sexta-feira (10), as apresentações parciais de pesquisas do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic), que têm como tema central a oncologia. Estão sendo acompanhados 65 bolsistas e os mesmos apresentaram seus resultados por meio de plataforma virtual.

As defesas dos projetos iniciaram na terça-feira (07), e contaram com a participação de membros de banca avaliadora composta de pesquisadores mestres e doutores da FCecon e convidados externos. Os profissionais avaliaram os projetos dos estudantes de graduação de Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas.

Câncer de pênis

Entre os trabalhos apresentados estava o da estudante do 8º período de Farmácia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Giovanna Barbosa dos Santos, cujo tema foi “Caracterização epidemiológica dos pacientes portadores de câncer de pênis e o envolvimento de Gamma papilomavirus (GAMMA-PV)”. A pesquisa é orientada pela farmacêutica-bioquímica da FCecon, Valquíria do Carmo Alves Martins.

Segundo Santos, normalmente, na literatura consta que há a prevalência de genótipos de Papilomavírus humano (HPV) para o câncer peniano, com ênfase nos genótipos do grupo “Alfa papilomavírus” – genótipos 16 e 18. Assim, a pesquisa analisa a presença de outro grupo de HPV, o Gamma, em tumores de câncer peniano.

Diferenças

A diferença entre os dois grupos, pontua Santos, é que o alfa é encontrado em mucosas, sendo a diferença a afinidade com o qual vai infectar uma célula, enquanto o Gamma infecta principalmente o sítio cutâneo da região peniana do paciente. “Com o conhecimento sobre essas particularidades, os urologistas têm como observar melhor a evolução da doença e traçar o melhor tratamento para cada paciente”, salienta.

Foram analisadas 57 amostras de tecidos de pacientes da FCecon, que concordaram em participar do projeto. Segundo ela, o projeto encontra-se na etapa final de sequenciamento das amostras para descobrir qual o genótipo presente. As análises estão sendo feitas na Fundação Cecon, na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e na Fundação Alfredo da Matta (FUHAM).

Dados e causas

No Amazonas, conforme Valquíria Martins, a FCecon faz o diagnóstico de 12 casos de câncer de pênis por ano, sendo uma doença considerada de países subdesenvolvidos. A pesquisadora alertou que a fimose (pele que dificulta a exposição da glande, situada na extremidade do pênis) é o principal fator de risco para o desenvolvimento da doença, associada à falta de higiene, tabagismo e infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

Doutora em Imunologia Básica e Aplica, Martins disse que a população mais propensa a desenvolver o câncer de pênis são homens com 50 anos ou mais. Entretanto, ela alertou que a pesquisa identificou, na FCecon, homens na faixa etária de 30 a 40 anos, e com baixa escolaridade.

“O projeto da Giovanna está no segundo ano de estudos. Trata-se de uma pesquisa multicêntrica que faz parte de um trabalho de doutorado. É um projeto muito importante para a FCecon e população amazonense. Em agosto, quando ocorrem as apresentações finais dos projetos, teremos dados mais robustos para serem apresentados”, disse Valquíria Martins.

Anúncio