Feira de pirarucu sustentável do Médio Solimões ocorre nesta sexta, em Manaus

População poderá comprar diretamente com os pescadores peças como filé, ventrecha e carcaça. Ação contribui para a pesca manejada e geração de renda às famílias

Manaus – A Associação de Moradores e Usuários da Reserva Mamirauá (Amurmam) promove, nesta sexta-feira (6), a partir das 7h, mais uma edição da feira do pirarucu, na sede da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), na Rua Álvaro Maia, 351, bairro Parque Dez, na zona centro-sul de Manaus. Serão comercializados, pelos pescadores, pirarucus oriundos de rios e lagos localizados dentro da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá, na zona rural de Fonte Boa (a 678 quilômetros a oeste de Manaus), na região do Médio-Solimões. Peças de pirarucu como carcaça, ventrecha e cortes de filé estarão disponíveis a preços de R$ 5, R$ 14 e R$ 18, respectivamente.

Feira de pirarucu sustentável do Médio Solimões ocorre nesta sexta, em Manaus (Foto: Divulgação)

A venda de peixes diretamente com os pescadores contribui para estimular o crescimento da pesca manejada dentro das Unidades de Conservação e gera renda direta às famílias, por não exigir a atuação de atravessadores e distribuidores. De acordo com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), todo o lucro do comércio de pirarucu na feira fica com os pescadores, estimulando o comércio justo e empoderamento comunitário.

Conforme a FAS, o manejo do pirarucu em Unidades de Conservação (UC) do Amazonas é, atualmente, uma das atividades mais importantes para o desenvolvimento sustentável e a geração de renda de comunidades ribeirinhas no Estado. “O pescado oriundo dessas atividades, inclusive, já chega à mesa dos amazonenses por meio das feiras de pirarucu promovidas pelos pescadores em parceria com a FAS e Fundo Amazônia/BNDES”, informou a entidade.

A ação tem autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), com apoio do Programa Bolsa Floresta (BPF), por meio do Fundo Amazônia/BNDES.

Pirarucu ‘online’

Segundo a FAS, os consumidores terão um canal para comprar pirarucu diretamente com os pescadores. É a loja virtual de pirarucu, que será lançada nesta sexta (5) por meio de uma parceria entre a Fundação Amazonas Sustentável e a startup Onisafra.

Pelo site da Onisafra, onde já funciona uma loja virtual para venda de produtos regionais como frutos e hortaliças, será disponibilizado um canal para vender pirarucu. O cliente acessa o site, solicita a quantidade de pirarucu desejada, efetua a compra no cartão de crédito e retira a mercadoria em local e data marcados. A ponte entre o cliente, a Onisafra e os pescadores é feita pela FAS.

Anúncio