Feira de produtos orgânicos retorna ao seu antigo local no Mapa

Onze famílias de produtores rurais de três municípios retornam ao local, depois de 15 meses

Manaus – No próximo sábado (12), a feira de produtos orgânicos retorna ao seu antigo local, na sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) do Amazonas, na rua Maceió, 460, das 7h às 11h. A atividade coletiva organizada pela Associação dos Produtores Orgânicos do Amazonas (APOAM) volta ao local de origem, depois de quinze meses suspensa em função da pandemia da Covid-19.

(Foto: Divulgação / Sebrae)

“Nós passamos muitas dificuldades durante a pandemia, mas superamos tudo e voltaremos com nossos produtos no sábado”, disse Genildo de Jesus Zuazo, 57 anos, o presidente da Apoam e um dos pioneiros da produção orgânica no Amazonas. Onze produtores rurais orgânicos de Manaus, Itacoatiara e Presidente Figueiredo vão participar da feira, que tem como principal característica não usar agroquímicos nos alimentos oferecidos aos consumidores.

O Amazonas tem mais de 150 produtores rurais que produzem alimentos comprovadamente certificados como orgânicos. Segundo o presidente Genildo Zuazo, os produtores rurais orgânicos conseguiram superar a pandemia, porque durante todo esse tempo entregaram alimentos uma vez por semana aos clientes; eles postavam o que tinham para vender na quarta, os clientes encomendavam até as 19h de quinta feira, na sexta feira colhiam, e no sábado entregavam as encomendas. “Foi o que salvou a lavoura e nos manteve ativos, mas voltar à feira nos faz bem emocionalmente e creio que teremos mais vendas, mas não deixaremos de atender online, também”.

blank

(Foto: Divulgação / Sebrae)

A mestre em Ecologia Tropical, engenheira agrônoma da Divisão de Desenvolvimento de Projetos de Assentamento da Reforma Agrária do Incra, Acácia Lima Neves, disse “que o movimento orgânico amazonense é um dos mais promissores, por respeitar a natureza em sua essência sem agredir os alimentos; e que a Apoam, na condição de instituição pioneira na área, inclusive com selo do MAPA de 100% orgânica, tem toda a legitimidade, porque todos os produtores pertencentes à ela respeitam o que determina legislação, razão pela qual o Mapa está acolhendo a feira dentro de suas instalações”.

Sebrae

Segundo a analista técnica do Sebrae Adrianna Castro, que também é a coordenadora de programas de agroecologia e produção artesanal de alimentos, na Unidade de Atendimento Setorial (UAS); o trabalho do Sebrae com o tema agroecologia iniciou em 2013 com a tecnologia social Pais (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), uma metodologia de apoio à agricultura familiar.

A parceria inicial realizada através de convênio com a Fundação Banco do Brasil contou com o importante apoio do Incra – os primeiros contemplados estavam nas áreas em que o órgão mantém projetos. A proposta era a de fazer uma agricultura sustentável, sem uso de produtos tóxicos, com a preocupação de preservar o meio ambiente.

Anúncio