Governadores concordam em doar 5% das vacinas para o Amazonas

De acordo com Wellington Dias, do Piauí, ajuda ao Amazonas impede avanço da pandemia de Covid-19 em todo o País

Manaus – O Fórum dos Governadores concordou em destinar 5% das doses da vacina que os Estados irão receber para o Amazonas, principalmente Manaus. A proposta foi apresentada na quinta-feira (21) pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

Wellington Dias fez proposta de ajuda ao Amazonas. (Foto: Agência Brasil)

Segundo ele, além de “uma questão humanitária”, a ação é “estratégica” para evitar a transmissão para outras localidades do País. Em um vídeo publicado no Instagram nesta sexta-feira (22), Dias comenta que a situação no Amazonas “é muito mais grave do que antes”, em referência à semana passada, e aponta que o vírus já marca forte presença “na divisa com o Estado do Pará”.

Leia mais: Governo sabia que hospitais entrariam em colapso por falta de oxigênio, diz SUS; veja vídeo

A proposta do governador é que, “na distribuição do novo lote de seis milhões de doses, que a gente possa tirar uma fatia maior, algo como 5%, cerca de 300 mil vacinas, para viabilizar a vacinação em Manaus e nesses municípios mais afetados, inclusive da divisa com os Estados”.

Para Dias, ao controlar a situação em Manaus, “estamos controlando também no Brasil”. Ainda no Twitter, o governador reforçou: “torço para que a proposta seja implementada”.

O recebimento de imunizantes extras pelo Amazonas foi proposto diante do colapso de saúde e da falta de oxigênio registrados na capital amazonense desde a última semana e que vem se espalhando pelos demais municípios.

Segundo o governador do Piauí, a ação foi aprovada por parte dos governadores e apoiada pelo Ministério da Saúde. Ainda nesta sexta-feira, o Brasil deve receber 2 milhões de doses do imunizante da Oxford/Astrazeneca vindas da Índia.

Anúncio