Operação vai ajudar famílias afetadas pela enchente no AM

Entre as medidas estão ajuda humanitária, apoio em crédito e ações nas áreas de produção rural, saúde e saneamento básico

Manaus – A ‘Operação Enchente 2021’ vai disponibilizar ações voltadas à população dos municípios afetados pela cheia dos rios no Amazonas. Entre as medidas estão ajuda humanitária, apoio em crédito e ações nas áreas de produção rural, saúde e saneamento básico. O planejamento, divulgado nesta segunda-feira (8) pelo governo do Estado, ocorre devido ao fenômeno La Niña, que tem potencializado as chuvas na região.

Uma vistoria foi realizada em alguns municípios para que fosse feito o Plano de Emergência Estadual para ajudar os afetados pela enchente, segundo informou o secretário de Ações de Proteção de Defesa Civil, Francisco Máximo.

De acordo com a análise climatológica da região, o Amazonas está no período do inverno amazônico e sofre com a interferência do fenômeno La Niña, que produz e potencializa as chuvas na região, ocasionado as cheias dos rios.

Por conta do fenômeno e o aumento do volume das águas, poderão ocorrer antecipadamente desastres na região do baixo Amazonas. Até o mês de abril, o aumento da cota dos rios deve afetar as calhas do Juruá, Purus, Madeira e Alto Solimões. De abril a junho, a situação vai englobar o baixo e uma parte do médio Amazonas e, posteriormente, a calha do Rio Negro.

Os dados apresentados mostram os municípios que se encontram afetados. Na calha do Juruá, Guajará, Eirunepé, Envira, Ipixuna e Itamarati estão alagados. Em Guajará, a cota do rio já está acima da máxima registrada em 2019. Na calha do Purus, os municípios Boca do Acre e Pauini estão em estado de emergência. Os demais municípios da calha estão em situação de alerta. Na calha do Madeira, todos os municípios estão em alerta, mas em 10 ou 15 dias também devem ser afetados. Sete municípios decretaram situação de emergência. A União já reconheceu o desastre em Boca do Acre. Os demais estão em processo de análise.

blank

Dados mostram a situação das calhas dos rios no Amazonas (Foto: Reprodução / Facebook)

Quase dois milhões de habitantes do interior do Amazonas serão afetados pela enchente dos rios em 2021. Até o momento, quase 60 mil pessoas, ou seja, 14.740 famílias, já sofrem com a cheia.

Mais de R$ 10 milhões em recursos foram disponibilizados para o planejamento de ajuda humanitária com a distribuição de kits de cesta básica, higiene, dormitório, limpeza e redes para dormir. Conforme o cronograma, as famílias começaram a receber a ajuda neste mês de março.

blank

Até o momento, 14.740 famílias já sofrem com a cheia de 2021 (Foto: Reprodução/ Facebook)

O governo do Estado solicitou ainda o perdão da dívida das pessoas que tiveram perdas durante a enchente, principalmente na produção rural. A previsão é que na quarta-feira (10) a propositura seja votada na Assembleia Legislativa do Estado (ALE).

Anúncio