Governo do Japão doa recursos para reforma de escola no AM

Verba também será utilizada para construção da quadra poliesportiva da Escola Estadual Ryota Oyama, em Parintins

Manaus – O Consulado do Japão assinou nesta sexta-feira (6) um contrato de doação de até US$ 86.335 à Associação de Pais, Mestres e Comunitários (APMC) da Escola Estadual Ryota Oyama, para execução do projeto de reforma e construção da quadra poliesportiva da escola, localizada no município de Parintins (a 369 quilômetros a leste de Manaus).

A doação faz parte do Programa de Assistência a Projetos Comunitários de Segurança Humana (APC) do Governo do Japão, representado na cerimônia pelo cônsul-geral Hitomi Sekiguchi, que afirmou que a verba vem totalmente dos impostos da população japonesa.

“Cada centavo do imposto está nessa ajuda financeira, por isso o projeto tem que ser de assistência comunitária, como educação e saúde, e algumas exigências devem ser cumpridas. A escola de Parintins fez a lição de casa certinha, então foi contemplada com o projeto”, explicou.

Contrato de doação de até US$ 86.335 à Associação de Pais, Mestres e Comunitários da Escola Estadual Ryota Oyama foi assinado nesta sexta-feira, 6 (Foto: Lincoln Ferreira/Divulgação)

As obras durarão cerca de 90 dias, caso não haja imprevistos. A APMC deverá prestar conta de tudo que for utilizado ao consulado japonês. “Nós iremos acompanhar tudo que for reportado pela associação, e esperamos nos reunir, mais uma vez, para a inauguração”, completou.

Para a professora Hozana Lima, presidente da APMC, a doação do recurso fará diferença na vida dos alunos da escola, pois, há muitos anos, a instituição da rede estadual de ensino necessitava de uma quadra poliesportiva para a prática da Educação Física.

“Foi maravilhoso receber esta doação. Nossos alunos precisavam de uma quadra há muito tempo, para uma boa aprendizagem na Educação Física. Não só os alunos, mas o próprio professor ter uma estrutura melhor para ministrar a aula, da melhor maneira possível”, finalizou.

Escola de Parintins foi contemplada com projeto japonês (Foto: Lincoln Ferreira/Divulgação)

Anúncio