Grupo de 40 jovens fica isolado em trecho da BR-319 após ônibus atolar

O ônibus ficou cerca de uma semana atolado, em um trecho da rodovia. O Exército Brasileiro e a FAB foram acionados para fazer o resgate do grupo, que tinha como destino a cidade de Rio Preto da Eva

Manaus – Um ônibus com 40 passageiros passou quase uma semana atolado, em um trecho da BR-319 (Manaus-Porto Velho), a 250 quilômetros de Manaus. O grupo seguia para um encontro de jovens religioso, mas ficou isolado e teve que ser resgatado pelo Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira (FAB).

Um ônibus com 40 passageiros passou quase uma semana atolado (Foto: Divulgação/Exército)

Eles saíram de Porto Velho, em Rondônia, com destino à Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros a nordeste de Manaus), no dia 27 de maio. O veículo, um ônibus fretado, atolou devido às condições precárias da rodovia, em uma área conhecida como Igapó Açu.

Conforme o Exército, que foi acionado, uma equipe do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) tirou o ônibus do atoleiro e o veículo seguiu viagem até Rio Preto da Eva. A equipe do DNIT realizava manutenções em trechos da rodovia próximos ao local onde o ônibus atolou.

Os jovens foram retirados do local, em um avião da FAB, acionada pelo Comando Militar da Amazônia. O grupo foi levado de volta a Porto Velho na manhã deste domingo (3).

Atolamentos comuns

Outros 40 passageiros também ficaram atolados, por uma semana, na BR-319 no último dia 18 de abril. O grupo saiu de Manaus com destino a Humaitá (a 590 quilômetros a sudoeste de Manaus). A empresa Transbrasil usou um veículo de pequeno porte, durante a semana, para levar água e comida aos passageiros que foram resgatados por equipes do Exército Brasileiro.