Hemoam alerta: estoque de sangue tem queda de 70% e atinge nível crítico

A baixa é a maior desde o início do ano e se compara aos momentos de pico da pandemia de Covid

Manaus – O abastecimento de sangue da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) atingiu níveis extremamente críticos nesta terça-feira (6). O estoque do hemocentro registrou 204 bolsas de sangue disponíveis. O déficit é de 70%, o maior já registrado em 2022 e se compara aos momentos de pico da pandemia de Covid-19 em 2020 e 2021.

O período de férias, confraternizações de final de ano e mais a copa do mundo refletem na escassez de doações voluntárias. Na primeira semana de dezembro a média de doações está em pouco mais de 117 doações diárias. Para a regularização do estoque são necessárias pelo menos 200 doações por dia.

“Estamos num momento delicado em que todas as demandas por transfusões seguem normalmente, mas as pessoas que podem doar sangue estão com as atenções voltadas para a copa do mundo e para as confraternizações, além do período de férias”, ponderou Margareth, gerente de captação de doadores do Hemoam.

A coleta de sangue está funcionando sem parar nos dias de jogos da seleção brasileira, mas o comparecimento nesses dias tem sido de baixo movimento.

Cirurgias eletivas

De acordo com a chefe do departamento do ciclo do sangue, Socorro Yurtsever, esse déficit nas doações podem implicar na suspensão de cirurgias eletivas (cirurgias agendadas). A nossa projeção é atender 100% da demanda de transfusões para a rede pública e privada de todo Estado e para isso são necessárias 700 bolsas em estoque. Com essa queda acentuada podemos chegar ao ponto de priorizar as demandas por transfusões de emergência.

Quem pode doar sangue

Para ser doador de sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar a partir de 50 quilos, estar em boas condições de saúde, ter dormido pelo menos seis horas e estar bem alimentado.

O Hemoam funciona de segunda a sábado, das 7h às 18h, na avenida Constantino Nery, nº 4397, Chapada.

Anúncio