Hemoam realiza testes de detecção precoce de malária em Manaus

A oferta do novo exame faz parte de um programa desenvolvido pelo Ministério da Saúde

Manaus- A  Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), passa a ofertar de forma inédita na região norte o Teste de Ácidos Nucleicos (NAT) para detecção precoce de malária no sangue dos doadores.

(Foto: Divulgação/ SES-AM)

A oferta do novo exame faz parte de um programa desenvolvido pelo Ministério da Saúde, chamado de “NAT Plus”, que incorpora tecnologia de análise laboratorial em nível molecular capaz de detectar o vírus da malária em pessoas assintomáticas.

A diretora-presidente do Hemoam, Dra. Socorro Sampaio, destaca a importância da integração dos testes e em como o Estado é beneficiado com a oferta.

“A inclusão do teste, cujo Brasil é pioneiro, atende uma demanda importante do Amazonas, por se tratar de área endêmica de malária. O Hemoam é o primeiro da região Norte a realizar o exame em todas as bolsas de sangue coletadas dos doadores. Os testes permitirão a identificação da doença mesmo em casos assintomáticos”, ressaltou.

De acordo com o farmacêutico-bioquímico e diretor técnico do Hemoam, Sérgio Albuquerque, o estudo inicial para a implementação da detecção precoce começou há 12 anos, onde foram realizados   experimentos e pesquisas para que os resultados obtidos por meio desta tecnologia sejam exatos.

“Nós vivemos numa região endêmica para a malária e em 2011 começou um estudo piloto da detecção precoce dessa doença em uma parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Nessa época foram detectadas três pessoas que testaram positivo para a doença mesmo elas estando assintomáticas. Isso acendeu o alerta naquela época e o resultado disso é que estamos agregando essa tecnologia para assegurar ainda mais que o sangue transfundido no Amazonas não tenha risco sobre esse vírus”

Para que fosse possível realizar os testes, o Hemoam implantou um novo sistema no laboratório de sorologia, fazendo uma adequação física do laboratório, bem como a substituição dos equipamentos.

A partir de agora todo sangue coletado dos doadores passa pelo teste molecular para detecção de malária, além disso o Hemoam também realiza testes para identificar hepatite B e C, Doença de Chagas, HIV, Sífilis e outras doenças que afetam o sistema nervoso e imunológico.

Anúncio