Hospital Getúlio Vargas disponibiliza testes gratuitos para Covid-19 em Manaus

A população pode procurar o HUGV das 9h às 11h, de segunda à sexta-feira, para realizar a testagem

Manaus – Pesquisadores e alunos do curso de farmácia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) realizam testes diagnósticos moleculares RT-PCR para Covid-19, no Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), Rua Tomás de Villa Nova, bairro Praça 14, Zona Sul de Manaus.

O Hospital Universitário Getúlio Vargas (Foto: Divulgação)

De acordo com a professora do curso de farmácia da Ufam, doutora Cristina Borborema, a população pode procurar o HUGV das 9h às 11h, de segunda à sexta-feira, para realizar a testagem. Os testes fazem parte do projeto Laboratórios para Testes de Diagnóstico da Covid-19 (LABCAMP-C19). A docente explicou que o resultado do exame é enviado para o e-mail dos pacientes em até 72h.

De acordo com a doutora, o material genético da população é recolhido no Hospital Universitário e encaminhado ao Laboratório de Diagnóstico Molecular do Centro de Apoio Multidisciplinar da Universidade Federal do Amazonas (CAM/Ufam), onde é realizada a confirmação da infecção, ou não, por coronavírus.

Segundo a doutora, é necessário que as pessoas realizem a testagem para coibir a propagação do vírus, com a adoção antecipada de medidas anti contágio, como o isolamento social.

“Se a pessoa apresentar sintomas ou qualquer suspeita de infecção por coronavirus, é importante que ela realize o teste porque ela pode estar transmitindo o vírus sem saber. A testagem é importante para frear a disseminação do vírus”, disse.

Sobre as testagens

Segundo a doutora, as testagens fazem parte de um programa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e é coordenado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e engloba uma rede de universidades federais brasileiras.

A docente informou que, atualmente, o projeto desenvolvido na Ufam contou com um aporte de R$ 399 mil oriundos do MCTI, para a compra de equipamentos e insumos. Além disso, as testagens no HUGV contam com cerca de 25 alunos voluntários da Ufam, e quatro pesquisadores bolsistas, e os coordenadores da testagem.

Redes

A rede de Laboratórios de Campanha MCTI congrega as universidades federais de Minas Gerais (UFMG), Fluminense (UFF), da Paraíba (UFPB), de Pernambuco (UFPE), de Goiás (UFG), de São Paulo (Unifesp), de Santa Maria (UFSM), do Mato Grosso do Sul (UFMS), do Rio de Janeiro (UFRJ), do Amazonas (Ufam), do Paraná (UFPR), do Oeste da Bahia (Ufob) e a Estadual de Santa Cruz (Uesc/BA). Também conta com apoio de Biomanguinhos que tem escalonados testes desenvolvidos no âmbito da RedeVírus MCTI.

RedeVírus MCTI

A Rede Vírus MCTI é um comitê que reúne especialistas, representantes de governo, agências de fomento do ministério, centros de pesquisa e universidades com o objetivo de integrar iniciativas em combate a viroses emergentes.

A rede, criada em fevereiro de 2020, funciona como um comitê de assessoramento estratégico que atua na articulação de laboratórios de pesquisa, com foco na eficiência econômica e na otimização e complementaridade da infraestrutura e de atividades de pesquisa que estão em andamento, em especial com o coronavírus.

Anúncio