Ibama apreende 166 toneladas de pescado no Amazonas

Além do pescado apreendido, o Ibama embargou três frigoríficos irregulares em Manaus, e também nas cidades de Manacapuru e Iranduba, no interior do Estado

Brasília – Em operação realizada com apoio da Polícia Federal (PF) concluída nesta quinta-feira (25), o Ibama apreendeu 166 toneladas de pescado e embargou três frigoríficos irregulares em Manaus, e também nas cidades de Manacapuru e Iranduba, no interior do Amazonas. Dois frigoríficos não tinham licenciamento do órgão ambiental e outro operava em local não previsto na licença. Entre as espécies apreendidas havia piramutaba, mapará, aruanã, piranambu e tucunaré. Foram aplicados cinco autos de infração, totalizando R$1,32 milhão.

O pescado apreendido será doado para o Programa Mesa Brasil, do Serviço Social do Comércio (Sesc). Foto: Divulgação/Ibama

Agentes do Ibama também fiscalizaram o cumprimento de normativa que proíbe a captura e comercialização da piracatinga (Calophysus macropterus). A Instrução Normativa Interministerial Nº 6/2014, do Ministério do Meio Ambiente e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é válida no território nacional até 2020 e protege a população de boto-vermelho, jacaré-açu e jacaretinga, utilizados ilegalmente como isca para captura da piracatinga. Foram vistoriados 8 frigoríficos e coletadas amostras do filé de pescado para análise genética e comprovação se havia piracatinga entre as espécies apreendidas. As amostras foram encaminhadas ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Estudos elaborados por pesquisadores do Inpa apontam que o filé da piracatinga é comercializado na região como se fosse da espécie conhecida como ‘douradinha’.

O pescado apreendido será doado para o Programa Mesa Brasil, do Serviço Social do Comércio (Sesc).

Anúncio