Inscrições abertas para Mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia

O processo de seleção será realizado em 4 etapas e sua realização ficará a cargo da Comissão de Seleção

Manaus – O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) prorrogou até o próximo dia 27 de outubro o prazo para as inscrições ao Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-graduação em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), que concede aos egressos o título de Mestre em Saúde Pública.

(Foto: Divulgação)

O PPGVIDA é o mais antigo dos cursos de pós-graduação oferecidos pelo ILMD/Fiocruz Amazônia, com a primeira turma formada em 2015. A coordenadora do PPGVIDA, a pesquisadora em Saúde Pública Ani Matssura, do Laboratório Diversidade Microbiana da Amazônia com Importância para a Saúde (DMAIS), explica que graduados de qualquer área do conhecimento, que tenham interesse em desenvolver pesquisas acadêmicas voltadas para saúde pública, podem concorrer.

“Já providenciamos a republicação do edital com novo prazo”, explica Matsuura, observando que o PPGVIDA tem hoje um total de 60 alunos, com turma regular e turmas especiais da fronteira e indígenas. “Estamos num processo de retomada dos nossos programas de pós-graduação e buscamos aprimorar cada vez mais o processo seletivo, abrindo a possibilidade de um número cada vez maior de inscritos”, disse.

A Chamada Publica com o novo prazo já está disponível no site do ILMD/Fiocruz Amazônia. O processo de seleção será realizado em 4 etapas e sua realização ficará a cargo da Comissão de Seleção nomeada para este fim. O curso terá sede em Manaus e será ministrado em regime integral, com duração mínima de 12 (doze) meses e máxima de 24 (vinte e quatro) meses, incluindo a realização da defesa de dissertação.

Ao se inscrever para uma vaga nessa Chamada Pública, o candidato concorda que para obtenção do diploma, no final do mestrado, deverá atender a todos os requisitos exigidos no regimento do Curso de Mestrado do PPGVIDA. Ani Matsuura ressalta que as pesquisas desenvolvidas no Mestrado devem contribuir para melhoria da saúde da população amazônica, podendo ser essas pesquisas no sentido mais biológico do processo saúde-doença ou em organização das políticas de saúde.

“O PPGVIDA é reconhecido pela CAPES como um programa que tem um impacto social relevante na Amazônia e no contexto nacional pelos trabalhos desenvolvidos pelos mestrandos junto com seus orientadores”, lembrou.

É de inteira responsabilidade do candidato o acompanhamento de todas as etapas do processo seletivo e avisos de alterações/divulgações de informações sobre ele. A inscrição do candidato implica na tácita aceitação de todas as normas e instruções definidas para o processo de seleção nesta Chamada Pública (https://amazonia.fiocruz.br/?page_id=40160), e nos comunicados tornados públicos, sem exceção. Poderão participar do processo de seleção, candidatos que até a data da matrícula, possuírem diploma de graduação de duração plena em qualquer área do conhecimento, devidamente reconhecido pelo MEC

Anúncio