Mais dez corredores viários recebem ações de recapeamento, diz Prefeitura

Serviços que visam melhorar o tráfego de veículos e dar mais condições de mobilidade aos motoristas se concentram, nesta semana, em áreas das zonas norte, leste, oeste e sul

Manaus – Com a meta de levar melhorias em infraestrutura para 10 mil ruas da capital, até o final deste ano, e com previsão de superar os 100 quilômetros de recapeamento, a Prefeitura de Manaus informou que está, no momento, com dez novas frentes de obras, trabalhando simultaneamente no recapeamento de grandes corredores viários. Nesta semana, os serviços, que visam melhorar o tráfego de veículos e dar mais condições de mobilidade aos motoristas se concentram em áreas das zonas norte, leste, oeste e sul.

Na Avenida Camapuã os serviços estão sendo feitos à noite para diminuir o impacto no trânsito (Foto: Diego Cajá/Seminf Divulgação)

“São vias que recebem grande fluxo de veículos, sobretudo do transporte coletivo, e por isso precisam de um trabalho mais profundo, que o realizado dentro dos bairros com as operações de tapa-buracos”, explica o prefeito Arthur Virgílio Neto, destacando o compromisso com as ações de infraestrutura. “Não é à toa que nos organizamos e poupamos, centavo por centavo, 320 milhões de reais em recursos próprios para investir neste verão”, completou.

Segundo a Prefeitura, entre os pontos que recebem os trabalhos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) está a Rua São Francisco, no Coroado; Rua Acará, no bairro Lago Azul; Rua 38, no Tarumã-Açu; Avenida Camapuã, Rua G (conjunto Oswaldo Frota) e Rua L (conjunto Ribeiro Junior), na Cidade Nova; Avenida Castelo Branco, bairro Cachoeirinha; Cecília Meireles, na Ponta Negra; Estrada da Vivenda Verde, no Tarumã; e Rua Tenente Roxana Bonessi, mais conhecida como igarapé do Passarinho, no Monte das Oliveiras.

“Estamos com equipes 24 horas nas ruas e continuamos com a ousada meta de chegar a duas mil ruas com nossas obras. Tudo isso seguindo a determinação do prefeito Arthur Neto, que é de levar mais qualidade de vida para a população de todas as áreas da capital”, ressalta o secretário municipal de Infraestrutura, Kelton Aguiar.

De acordo com a Prefeitura, além das frentes de obras que atuam no período diurno, homens e máquinas também seguem trabalhando no turno da noite – no período de 21h até as 4h – nas vias de fluxo mais intenso, para não prejudicar o trânsito. Na Avenida Camapuã, por exemplo, os trabalhos ocorrem no período noturno. Ao todo, aproximadamente três quilômetros da avenida serão recuperados, das proximidades da Feira do Produtor até o retorno da empresa União Cascavel.

“Somente nesta via iremos utilizar quase 9 mil toneladas de massa asfáltica. Estamos na fase de aplicação da primeira camada e a via terá, ao fim do serviço, sete centímetros de asfalto, que irá garantir maior qualidade”, explica o diretor de Obras da Seminf, Tabajara Ferreira Junior.

Ainda no bairro Cidade Nova, a Avenida G, do conjunto Oswaldo Frota, passa pela ação de fresagem, que é o corte e remoção do asfalto antigo, para garantir a adesão da nova camada de massa asfáltica de alto rendimento. Os trabalhos também se estendem em outra frente na Avenida L, no conjunto Ribeiro Junior.

Já na Avenida Castelo Branco, Cachoeirinha, zona Sul, ocorre a aplicação do Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) e, na sequência, haverá a aplicação de uma nova camada de asfalto para garantir o melhor desempenho e durabilidade da via. A avenida também receberá sinalização por parte do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans).

E, no Tarumã, na estrada da Vivenda Verde, assim com na Avenida Cecília Meireles, as equipes atuam durante o dia, sem atrapalhar a trafegabilidade das vias. Na estrada da Vivenda, são 20 servidores Seminf, caçambas, rolo compressor, pás mecânicas, além da utilização diária de 70 toneladas de massa asfáltica. Alguns ramais que dão acesso às comunidades da área também receberão as obras de verão, de acordo com a Prefeitura.

Anúncio