Manaus Ambiental é notificada para melhoria nos serviços de recapeamento, em Manaus

A má prestação do serviço de assentamento de redes coletores de esgoto nas ruas e avenidas na zona norte levou a agência reguladora a notificar a empresa nesta quinta-feira (26)

Manaus – A má prestação do serviço de assentamento de redes coletoras de esgoto nas ruas e avenidas do bairro Cidade Nova, na zona Norte de Manaus, levou a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) a notificar a empresa Manaus Ambiental, nesta quinta-feira (26).

A má prestação do serviço de assentamento de redes coletores de esgoto nas ruas e avenidas na zona norte levou a agência reguladora a notificar a empresa. (Foto: Sandro Pereira/Arquivo)

A medida foi adotada após informação prestada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, Obras e Serviços Básicos (Seminf), que identificou que os serviços de assentamento dessas redes foram mal executados pela concessionária Manaus Ambiental nas ruas Biribá, Guarany, Tamoios, Tupy, ruas 7, 192 e 217 no núcleo 16, entre outras.

Técnicos da Ageman também estiveram no local e confirmaram as irregularidades na recomposição das valas e do pavimento asfáltico, o que vem ocasionando afundamento, formação de buracos, deterioração das ruas e imobilidade da via.

O diretor-presidente da Ageman, Fábio Alho, informou que o serviço executado pela Manaus Ambiental referente a recomposição do asfalto é terceirizado e que os problemas ficaram mais evidentes com as obras do sistema de esgotamento sanitário Timbiras.

Na notificação, a Ageman concedeu prazo de 10 dias úteis, para a concessionária apresentar o Plano de Trabalho para recuperação dos serviços, com ações e respectivos prazos, com resultado do levantamento da situação de cada rua, considerando que os serviços realizados são imprescindíveis para o pleno funcionamento do Sistema de Esgotamento Sanitário Timbiras.