Manaus completa mais de 30 dias sem casos confirmados de sarampo

A vacina tríplice viral está disponível em 183 salas de vacina do município de Manaus. A lista com o endereço das Salas de Vacina pode ser acessada no site da Semsa

Manaus – Com mais de 30 dias sem registro de novos casos confirmados de sarampo, realizados por exame laboratorial, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), informou que continua reforçando o trabalho de vigilância, monitoramento e bloqueio vacinal, além das recomendações para a avaliação da situação vacinal de todas as pessoas que procuram atendimento em uma Unidade de Saúde.

esde fevereiro, Manaus registra 8.977 notificações de sarampo (Foto: Altemar Alcantara/Semcom)

O último caso confirmado da doença por exame laboratorial foi registrado no dia 22 de novembro. Entretanto, no período de 16 a 22 de dezembro, a Semsa registrou dois novos casos suspeitos, notificados em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos bairros Morro da Liberdade, zona norte, e Japiim, zona sul.

“A orientação é para que as Unidades de Saúde da rede municipal continuem a avaliar a situação vacinal de todos os pacientes que procuram atendimento, seja para a consulta médica ou de enfermagem, para buscar medicamento ou realizar exames. A população pode colaborar apresentando o cartão de vacina para que os profissionais possam orientar sobre a atualização vacinal”, informa o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Informe

O 42º Informe Epidemiológico de Monitoramento de Casos de Sarampo, divulgado pela Semsa na última segunda-feira (24), apontou que, desde fevereiro, Manaus registra 8.977 notificações de sarampo. Desse total, 7.297 são casos confirmados, 1.668 descartados após investigação e 12 casos ainda em investigação (aguardando resultado laboratorial).

Apesar da redução de novos casos suspeitos registrados, a cada semana, de acordo com a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae/Semsa), enfermeira Marinélia Ferreira, os serviços de saúde e a população precisam continuar em alerta para que não haja um novo aumento nos registros.

“As pessoas que ainda não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal devem procurar uma UBS para imunização contra a doença. E os pais e responsáveis também precisam ficar atentos para o esquema vacinal contra o sarampo para as crianças”, alerta Marinélia, informando que os dois novos casos suspeitos, notificados na semana passada, foram identificados em crianças na faixa etária de um a cinco anos.

Em Manaus, a vacina tríplice viral, que imuniza contra sarampo, rubéola e caxumba, é recomendada para pessoas na faixa etária de seis meses a 49 anos. “Continua vigente na rede municipal de saúde a antecipação da dose de tríplice viral para crianças de seis a 11 meses, até que o surto de sarampo em Manaus seja declarado encerrado, assim como da necessidade do início do esquema de rotina preconizado a partir de 12 meses de idade, com intervalo mínimo de 30 dias da dose antecipada, e complementação do mesmo com a segunda dose, a ser realizada com a vacina tetra viral a partir dos 15 meses de idade”, ressalta.

Do total de 7.297 casos confirmados no 42º Informe Epidemiológico, 24,8% estão na faixa etária de 20 a 29 anos, seguida da faixa etária de 15 a 19 anos (21,5%), menores de um ano (17,1%), de 30 a 49 anos (14,6%) e de 1 a 5 anos (11,8%).

Em relação ao 41º Informe Epidemiológico, publicado no dia 17 de dezembro, houve uma redução no número de casos confirmados, resultado de um trabalho de monitoramento e qualificação de dados realizada pela Vigilância Epidemiológica a partir da liberação de exames.

A vacina tríplice viral está disponível em 183 salas de vacina do município de Manaus. A lista com o endereço das Salas de Vacina pode ser acessada no site da Semsa.