Manaus enfrenta segunda maior cheia da história

O nível do Rio Negro atingiu a marca de 29,77 metros, ficando atrás da cheia histórica registrada em 2012, de 29,97 metros

Manaus – A cidade de Manaus enfrenta a segunda maior cheia da história. Nesta quarta-feira (19) o nível do Rio Negro atingiu a marca de 29,77 metros, ficando atrás apenas da cheia histórica registrada em 2012, quando o rio atingiu a cota de 29,97 metros. Os dados são da Casa Militar, da Prefeitura de Manaus.

Faltando apenas 20 centímetros para atingir a marca da maior cheia já registrada, a estimativa do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) prevê que a subida do rio ultrapasse os 30 metros em 2021. A cheia também afeta municípios do interior do Amazonas.

Nível do rio Negro atingiu o a marca de 29,77 metros (Foto: Divulgação)

Só em Manaus, 15 bairros foram afetados ao todo. De acordo com os dados da Prefeitura de Manaus, na região urbana os bairros atingidos são: Zona Oeste: Tarumã, São Jorge, Santo Antônio, Glória e Compensa. Zona Sul: Educandos, Raiz, Betânia, Presidente Vargas, Aparecida, Centro, Cachoeirinha e Mauazinho. Zona Leste: Colônia Antônio Aleixo e Puraquequara.

Na região rural ribeirinha os bairros atingidos são: Nova Canaã do Aruau, São Francisco do Aruau, Lindo Amanhecer, São Sebastião do Cuieiras, São Francisco do Chita, Bela Vista do Jaraqui, Nova Jerusalém do Minpidiau, São Sebastião do Tarumã-Mirim, Agrovilla, Cueiras do Tarumã-Açu, Nova Esperança do Apuau, Santa Isabel do Apuau, Nova Aliança do Apuau, União e Progresso, São Francisco do Tabocal, São Raimundo e o assentamento Nazaré.

Anúncio