Manaus registrou 320 casos de maus-tratos a animais em um ano

Em janeiro deste ano foram 38 ocorrências de maus-tratos a animais, o que representa mais de um caso por dia

Manaus – Mais de 320 casos de maus-tratos a animais foram registrados no ano passado, em Manaus, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Qualquer conduta que cause sofrimento aos animais, domésticos ou silvestres, pode ser enquadrada nesse tipo de crime, e a denúncia é primordial para tirar os animais das situações de sofrimento, conforme a responsável pela Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema), delegada Carla Biaggi.

Só em janeiro deste ano, a Dema somou 38 ocorrências de maus-tratos a animais em Manaus (Foto: Divulgação/PC)

Em janeiro deste ano, a Dema somou 38 ocorrências de maus-tratos a animais, o que representou ao menos uma denúncia registrada por dia. Quem comete esses crimes responde a um inquérito policial, com pena que vai de três meses a um ano de detenção, além de multas.

“Agressão, deixar de dar alimento, água, deixar o animal em espaço pequeno por muito tempo, deixar de dar o atendimento veterinário quando o animal estiver doente, todas essas situações se caracterizam como crime de maus-tratos, inclusive o abandono. Entre os casos, o envenenamento de animais tem ocorrido muito ultimamente”, salientou a delegada.

A autoridade policial chama a atenção para os casos de abuso e de estupros praticados contra animais. “Já existem casos registrados aqui no Amazonas, já ouvi (depoimentos) pessoas que trouxeram vídeos comprovando o crime. A zoofilia também é considerada crime, e existe o aumento da pena em caso de morte do animal”, disse Carla Biaggi.

Agressão, deixar de dar alimento ou água, deixar o animal em espaço pequeno por muito tempo, são alguns dos crimes recorrentes (Foto: Divulgação/PC)

Resgate

A Dema faz o procedimento criminal para encaminhar a Justiça. No entanto, nos casos mais graves, a delegacia conta com o apoio de voluntários de ONGs para fazer o resgate do animal em condições de risco. Em casos específicos, os policiais recorrem ao apoio dos protetores, que podem ajudar na divulgação de lares temporários e atendimento veterinário.

“É importante que a população venha até a especializada trazendo denúncias, junto com provas, que podem ser fotos, vídeos ou testemunhas. Com isso, teremos condições de investigar melhor. Se a pessoa teme por sua vida, temos o canal 181, da Secretaria de Segurança Pública, que está recebendo denúncias de crimes ambientais e de maus-tratos”, enfatiza.

A Dema está localizada em seu novo endereço, Rua 27 de Novembro, nº 26, bairro Compensa, zona oeste. Os telefones para contato são o (92) 3239-3840 e o 99962-2340.