Moradores temem que bueiro sem tampa cause uma tragédia no bairro São José

Conforme moradores, o bueiro, de pouco mais de um metro de largura, pode ‘engolir’ alguém em dias chuvosos, quando a força da água da chuva escorre, com velocidade, pelas vias do bairro

Manaus – Quem mora nas proximidades da esquina das ruas I e Corupá (antiga Rua Itacoatiara), na terceira etapa do bairro São José, na zona leste de Manaus, convive com o medo de alguém ser “engolido” por um bueiro, de pouco mais de um metro de largura, em dias chuvosos quando a força da água da chuva escorre, com velocidade, pelas vias do bairro. A dona de casa Maria do Socorro Fernandes Gomes, 69, disse que muitas crianças brincam na rua e teme que alguma dessas crianças possam ser arrastadas. “Em dia de sol não, mas com chuva até adulto pode cair nesse bueiro grande”, disse a dona de casa que mora no bairro.

Seminf informou que a solicitação sobre o bueiro deve ser inserida na programação de atividades da secretaria (Foto: Girlene Medeiros/Divulgação)

Enquanto esteve no local, a equipe de reportagem da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC) testemunhou, pelo menos, dez crianças soltando papagaio a metros do bueiro que está destampado. Sem saber precisar o tempo, o auxiliar de mecânica João Robério Marques da Silva, 29, disse que o bueiro está sem tampa ou grade de proteção há meses. “Não me lembro nem se já teve alguma tampa. Enquanto eu moro aqui, acredito que não teve”, afirmou.

Questionada sobre o problema, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou que a solicitação sobre o bueiro foi enviada para o Distrito de Obras que atende o bairro para que seja inserida na programação de atividades da secretaria. A Prefeitura informou, também, que equipes da Seminf estão trabalhando na segunda etapa do bairro São José, especificamente, na Rua 20.

No início de julho deste ano, a Seminf informou que tinham instalado tampas em mais de 2,5 mil bueiros em diferentes áreas da capital, como os bairros Zumbi dos Palmares e Coroado, ambos na zona leste; no Cidade Nova e Colônia Terra Nova, na zona norte; Alvorada, Nova Esperança, Da Paz e Compensa, na zona oeste.

Anúncio