Morre Arcebispo Emérito de Manaus Dom Sergio Castriani

A informação da morte do religioso foi divulgada nesta quarta-feira (3), pela Arquidiocese da cidade

Manaus – O Arcebispo Emérito de Manaus, Dom Sergio Eduardo Castriani, morreu nesta quarta-feira (3), aos 66 anos de idade, na capital. A informação foi divulgada nesta noite, pela Arquidiocese da cidade. A causa da morte foi confirmada pela assessoria de imprensa do religioso como: “septicemia por grau negativo”.

Ainda segundo a assessoria do arcebispo, Dom Sergio foi internado com infecção urinária no último dia 26 de fevereiro e no mesmo dia sofreu um infarto. No =ultimo domingo (28) ele precisou fazer hemodiálise, por conta de uma paralisação da função renal. Ele estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em hospital particular da capital.

(Foto: Divulgação)

O boletim médico divulgado nesta terça-feira (2), informou que o arcebispo emérito não fez hemodiálise por dois dias, mas que ainda estava sedado, entubado e recebendo a medicação para a infecção urinária. Seu quadro era estável, porém grave.

Por meio de nota, a Arquidiocese de Manaus informou que o velório acontecerá nesta quinta-feira (4), a partir das 10h, em frente a Catedral de Manaus. A celebração de corpo presente será às 17h, na Cetedral com restrição de pessoas, e transmitida pela TV Encontro das Águas, da Rádio Rio Mar e da Rádio Castanho. O sepultamento ocorre na Catedral Metropolitana.

Confira o comunicado na íntegra: COMUNICADO DOM SERGIO

Biografia de Dom Sérgio

Nasceu em 31 de maio de 1954, na cidade Reagente Feijó, São Paulo. No dia 2 de fevereiro de 1975 fez seus primeiros votos religiosos e ordenou-se padre em 1978. Após ordenação, seu primeiro trabalho foi na Cidade de Feijó, estado do Acre.

Depois foi diretor da casa de formação dos estudantes de Filosofia de sua congregação religiosa em São Paulo, na Vila Mangalot. Foi ecônomo da casa provincial em São Paulo e conselheiro geral de sua congregação, por 6 anos, época em que viveu em Roma, na Casa Generalícia.

Em 2000 tornou-se bispo Titular na cidade de Tefé (a 523 quilômetros a oeste de Manaus). Em 2012 foi nomeado como Arcebispo Metropolitano de Manaus, pelo Papa Bento XVI, sua posse aconteceu no dia 23 de fevereiro de 2013.

Em 2019, tornou-se arcebispo emérito da Arquidiocese, por conta das limitações físicas causadas pelo Mal de Parkinson. Seu pedido de renúncia foi aceito em 27 de novembro.

Luto de três dias

O prefeito de Manaus, David Almeida, decretou luto de três dias, pela morte do Arcebispo Emérito de Manaus, Dom Sérgio Eduardo Castriani, 66, ocorrida na noite desta quarta-feira, 3/3, em decorrência de complicações no quadro de saúde. O decreto seria publicado na edição do Diário Oficial do Município (DOM), que será rodado ainda nesta terça-feira.

“Perdemos um grande, honrado e íntegro homem. Que Deus seja o sustento de toda a comunidade católica neste momento tão triste, e também seja o alento daqueles que faziam parte do cotidiano de dom Sérgio, os colaboradores da Arquidiocese de Manaus, seus clérigos, que com certeza o viam como um exemplo de dedicação ao próximo, sempre com uma palavra de esperança a oferecer a quem precisasse”, disse o prefeito.

O vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, também lamentou profundamente a morte do religioso e destacou a opção pelo sacerdócio feita por dom Sérgio. “Dom Sérgio era uma pessoa valorosa, um exemplo para o mundo, com um senso de missão de vida, que muitos poucos querem abraçar”, comentou o vice-prefeito.

Anúncio