Morte de lutador de MMA foi por lesões no crânio, aponta laudo do IML

O laudo afasta as especulações sobre as causas da morte que apontavam para um mal súbito ocasionado por overdose de entorpecente

Manaus – Laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a morte do lutador de Mixed Martial Arts (MMA) ocorrida durante uma luta, no dia 30 de março passado, teve como causa “lesões crânio-encefálicas produzidas por ação contundente”.

O exame de necropsia foi solicitado, no dia 31 (Foto: Jimmy Geber/Arquivo)

O atleta, de 20 anos, morreu após ser nocauteado em um torneio amador, por volta das 21h. Ele ainda foi socorrido em uma unidade hospitalar da zona oeste da capital amazonense, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito às 23h45.

O exame de necropsia foi solicitado, no dia 31, pelo 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP). O laudo afasta as especulações sobre as causas da morte que apontavam para um mal súbito ocasionado por overdose de entorpecente. O laudo toxicológico deu negativo para a presença de drogas no organismo do atleta.