Motoristas jovens são os mais indenizados pelo DPVAT

No ano passado, no Amazonas, foram 203 indenizados, a 21ª colocação entre os Estados. No País, em 2018, 103 mil tinham entre 18 e 34 anos

Manaus – Os dados do Seguro DPVAT revelam que os jovens ainda são as principais vítimas das ocorrências, principalmente quando estão no comando da direção. No ano passado, no Amazonas, foram 203 acidentados, a 21ª colocação entre os Estados.

No País, dos mais de 191 mil motoristas indenizados no ano passado, cerca de 103 mil tinham entre 18 e 34 anos. Deste total, 62% eram condutores de motocicletas.

Se analisados todos os tipos de vítima nesta faixa de idade (motorista, passageiro e pedestre), o veículo de duas rodas se mantém como o principal responsável pelos acidentes, registrando cerca de seis vezes mais pagamentos do que os casos envolvendo automóveis.

O veículo de duas rodas se mantém como o principal responsável pelos acidentes (Foto: Audimar Arruda 08/01/11)

Segundo os dados da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, além dos benefícios pagos por acidentes com motocicletas, os jovens também concentram a maioria dos pagamentos por ocorrências fatais no período, com cerca de 40% dos sinistros. São Paulo, Minas Gerais e Paraná lideram a lista de estados com maior quantitativo de indenizações por morte para jovens, com 2.177, 1.482 e 1.076 benefícios, respectivamente. Já Roraima, Amapá e Acre ocupam as últimas posições.

Em relação às demais coberturas oferecidas pelo Seguro – invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e suplementares – os jovens somam 43% do total de benefícios pagos em 2018. O índice representa cerca de 140 mil pagamentos por acidentes de trânsito com pessoas de 18 a 34 anos apenas no ano passado.

A faixa etária ainda merece destaque quando observados os pagamentos por acidentes envolvendo motocicletas. Enquanto os automóveis registraram 20.054 benefícios pagos, o veículo de duas rodas somou 128.708 indenizações destinadas aos jovens – cerca de seis vezes mais. O número equivale a 52% de todos os benefícios pagos por ocorrências com motos no País.

“Os números indicam a importância de se investir na conscientização dos jovens durante o período de formação nas autoescolas. É fundamental que os recém-habilitados deixem as escolas de direção cientes das normas de segurança e legislação de trânsito. Além disso, é essencial o respeito a estas regras e também a atenção ao volante, uma vez que os dados da Polícia Rodoviária Federal mostram que a falta de atenção dos condutores foi a principal causa dos acidentes no ano passado”, afirmou Arthur Froes, superintendente de Operações da Seguradora Líder.

O DPVAT é um seguro obrigatório de caráter social que protege os mais de 209 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão acidentado em território nacional.

Anúncio