MPF apura sumiço de carros de luxo na Polícia Federal

O Ministério Público Federal abriu processo administrativo para acompanhar as conclusões e medidas adotadas por uma comissão que foi escolhida pela Superintendência da Polícia Federal

Manaus – O furto e depredação de veículos apreendidos pela Polícia Federal (PF) no Amazonas serão investigados pelo Ministério Publico Federal (MPF-AM) em um processo administrativo. Os carros estavam estacionados no pátio da superintendência do órgão, no bairro Dom Pedro, na zona centro-oeste de Manaus, sob a cautela da PF.

Segundo a Portaria 22 do órgão, o MPF resolveu converter a notícia dos furtos e danos dos veículos em um procedimento administrativo, pelo prazo de um ano. O objetivo do processo administrativo é acompanhar as conclusões e medidas adotadas por uma comissão que foi escolhida pela Superintendência da Polícia Federal no Amazonas, para apurar os furtos e avarias ocorridas nos veículos apreendidos e acautelados no pátio do órgão.

Os veículos foram apreendidos durante operações da própria PF (Foto: Sandro Pereira)

As informações do documento indicam que três atitudes administrativas foram determinadas pelo órgão ministerial. Entre as ordens do MPF está o acesso às informações prestadas pela Polícia Judiciária da União para análise do procurador.

“Considerando a necessidade da adoção de medidas de segurança no pátio de veículos apreendidos pela Superintendência Regional de Polícia Federal no Amazonas, visando evitar furtos e avarias nos veículos apreendidos pela Polícia Judiciária da União no Amazonas”, justificou o MPF no documento.

O MPF informou ainda que inquérito foi aberto a partir de comunicação da PF, informando a instauração de inquérito policial também na própria instituição para apurar os fatos.

Segundo o órgão ministerial, como a apuração foi iniciada há pouco tempo, não existem informações conclusivas sobre os furtos e depredações constatadas pela PF.

A Polícia Federal não indicou se já detectou suspeitos. O órgão também não informou ainda se a investigação atingiu servidores públicos ou prestadores de serviço do órgão.

Durante o processo da operação Maus Caminhos, a juíza Ana Paula Serizawa Silva Podedworny, da 4ª Vara Criminal da Justiça Federal, determinou a alienação dos veículos e apreensão de lancha, que foram disponibilizados à Polícia Federal até o término da ação.

Há vários carros de luxo, como um Porsche Cayenne GTS, cor vermelha, placa PAW-1313, no valor de R$ 549,6 mil; Porsche Boxster S, na cor marrom, placa PAZ-5545, no valor de R$ 399,7; Toyota Hilux SW4, preta, placa KQK-8112, no valor de R$ 228,1 mil; BMW-320I Active Flex, cor branca, placa PAJ-3201, no valor de R$ 186,9 mil e um Ford Fusion AWDGTDI, cor branca, placa OAF-2791, no valor de R$ 156,6 mil.

Anúncio