Moto Honda celebra Dia da Árvore com ação de preservação e reflorestamento no AM

Em um área de mil hectares, a maior fabricante de motocicletas do Polo Industrial de Manaus (PIM), possui uma estrutura para os testes de qualidade, aliado a atividades de conservação ambiental

Manaus –  Na Semana da Árvore, a multinacional Honda apresentou nesta segunda-feira, 21, o Projeto Agrícola que mantém no município de Rio Preto da Eva, na região metropolitana de Manaus. Em um área de mil hectares, a maior fabricante de motocicletas do Polo Industrial de Manaus (PIM), possui desde 2001, uma estrutura para os testes de qualidade e durabilidade de suas motocicletas aliado a atividades de conservação ambiental.

Moto Honda celebra Dia da Árvore com ação de preservação e reflorestamento no AM (Foto: Divulgação)

No espaço de 1.002 hectares, equivalente a 927 campos de futebol, sendo 80% de todo o terreno mantido como reserva legal, a empresa também mantém um projeto de reflorestamento de espécies ameaçadas de extinção, como mogno, pau-rosa e pau-brasil. No terreno também temos o plantio de espécies florestais importantes como Ipê e Andiroba e um projeto de horticultura.

O vice-presidente industrial da Moto Honda, Júlio Koga, explicou que o projeto surgiu da importância de manter uma área de preservação ambiental. A Honda é reconhecida como uma empresa pioneira em preocupação ambiental.

“Tudo começou por volta do ano 2000 quando a Honda procurou uma área para desenvolvimento de atividades de testes ao mesmo tempo em harmonia com o meio ambiente. O investimento para estrutura do local chega a quase R$ 2 milhões”, explicou.

Ainda segundo o vice-presidente, a maior parte da área é mantida como reserva natural. “Temos plena consciência da importância das atividades ambientais, principalmente para nós que estamos inseridos dentro da floresta amazônica. Temos que garantir uma vida melhor para as futuras gerações”, frisou.

A área comporta ainda produção frutífera e parte dos alimentos destas árvores como coco, pupunha, limão, mamão e banana, são doados para entidades sociais de Manaus que cuidam de crianças e idosos carentes. Além de alface e rúcula hidropônicas, que abastecem os restaurantes da Moto Honda.

O engenheiro agrônomo Kiyoshi Miki é responsável pela produção de hortaliças. “Por semana são produzidos cerca de 450 quilos de alfaces por exemplo. Este produto vai abastecer nossos refeitórios e são doados”, afirmou.
Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN)

Para contribuir com a preservação da biodiversidade na região amazônica, a Honda se comprometeu a manter, desde 2006, uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), localizada no perímetro urbano de Manaus (AM).

Essa modalidade de conservação é parte de um compromisso voluntário em preservar a natureza e o equilíbrio do ecossistema local por meio da proteção de recursos hídricos, manejo de recursos naturais e manutenção de equilíbrios climáticos entre outras contribuições ambientais.

Considerada um fragmento florestal urbano de mata secundária, localizada as margens do Igarapé do Mindu, a reserva mantida pela Honda abriga uma grande biodiversidade de espécies da flora e da fauna amazônica em uma extensão de 16 hectares de mata, espaço que equivale a 17 campos de futebol.

Cerca de 140 espécies florestais arbóreas e diversas espécies de animais nativos são preservados graças a essa iniciativa.