No AM, fisioterapeuta de 29 anos busca localizar e conhecer pai biológico

As únicas informações que Sâmara Pinheiro, moradora de Envira (AM), tem sobre o pai é que ele era conhecido como ‘Aites’ e que conheceu a mãe dela no bairro Coroado, em Manaus; conheça sua história

Manaus – “Algumas pessoas dizem que estou à procura de meu pai, mas hoje eu digo que não, hoje eu procuro parte da minha história de vida”. As palavras são da fisioterapeuta Sâmara Maysa Pinheiro, que, aos 29 anos, tenta localizar e conhecer o pai biológico. Ela conta que nunca o viu na vida, apenas soube que ele era conhecido como “Aites” e que conheceu a mãe dela no bairro Coroado 2, na zona leste de Manaus.

O desejo de encontrar o pai aumentou depois que a fisioterapeuta teve dois filhos, e quer que eles conheçam, assim como ela, a outra parte da família.

Atualmente, Sâmara vive com a mãe na cidade de Envira, no interior do Amazonas (Foto: Arquivo Pessoal)

Sâmara tem uma história interessante: Nasceu em Manaus, mas foi levada pela mãe, com apenas 4 meses de vida, para a pequena cidade de Envira (a 1.208 quilômetros a sudoeste de Manaus). Lá, cresceu, constituiu família, hoje é casada e mãe de dois meninos, de 2 e 5 anos.

O que a fisioterapeuta sabe sobre o pai é o que a mãe nunca fez questão de esconder – que ela nasceu fruto de um namoro de dois meses, e foi morar em Envira antes de conhecer o pai biológico.

De acordo com a fisioterapeuta, a mãe tinha 22 anos e morava com a irmã dela, na Rua da Paz, bairro Coroado 2, quando conheceu um rapaz, que se apresentou para ela apenas como ‘Aites’. A mãe contou à Sâmara que ela e ‘Aites’ mantiveram um relacionamento curto, cerca de 2 meses, e ela ficou grávida.

“Quatro meses após meu nascimento, minha tia, que era responsável por minha mãe, decidiu levá-la de volta a cidade natal dela, o município de Envira. Perdendo totalmente o contato com meu pai, e minha mãe ficou impossibilitada de procurar por ele. Sem um nome completo, sem endereço. Alguns vizinhos de minha tia relataram que ele voltou algumas vezes a procura de mim e de minha mãe, mas nunca tivemos tivemos contato”, disse.

Ainda segundo Sâmara, a última visita do pai biológico à casa da tia foi no ano de 1998, quando ele procurou a tia dela com a intenção de saber o paradeiro da ex-namorada e da filha, mas saiu do local antes da conversa iniciar, comentando, apenas, que tinha um filho de 7 anos.

Qualquer informação que ajude Sâmara a localizar o pai, pode ser repassada para o número (97) 99189-4732 ou (97) 98410-8880.

***Matéria atualizada às 20h40

Anúncio