No primeiro semestre de 2018, 12 caixas eletrônicos foram roubados, diz sindicato

Ainda de acordo com o presidente em exercício do Sindicato dos Bancários do Amazonas (Seeb-AM), Rômulo Leite, em 2017, quatro agências foram assaltadas

Manaus – Somente no primeiro semestre de 2018, 12 caixas eletrônicos da cidade foram roubados, de acordo com informações do Sindicato dos Bancários do Amazonas (Seeb-AM). Dentre as ações que mais chamou a atenção do sindicato, foi o ocorrido em uma agência do Banco Bradesco na Avenida Djalma Batista, zona centro-sul da cidade.

Somente no primeiro semestre de 2018, 12 caixas eletrônicos da cidade foram roubados, de acordo com informações do Sindicato dos Bancários do Amazonas (Seeb-AM). (Foto: Divulgação/PM/Arquivo)

“Os assaltantes arrombaram a porta da frente do caixa, no final de semana, e na segunda-feira, eles entraram no caixa eletrônico. Quando o tesoureiro chegou para fazer a vistoria, se deparou com os assaltantes”, contou Rômulo Leite, presidente em exercício do Seeb-AM.

Segundo ele, em situações como estas, a polícia é acionada e a agência é fechada para manter a integridade de todos, até que a investigação seja concluída.

Outro ponto abordado por Leite, com relação a assaltos em bancos, trata-se das famosas ‘saidínhas’, onde o cliente é abordado na porta da agência ou a poucos metros do prédio. “Nesse caso, orientamos que grandes saques não sejam feitos ou que se forem feitos, contem com a presença de um segurança ou contratação de um carro forte”, explicou ele.

O presidente em exercício do sindicato lembrou, também, de um assalto recente à agência do Banco Itaú, no bairro Compensa, zona oeste de Manaus. “Os assaltantes chegaram em uma van e estacionaram na frente do prédio. Porém, a polícia já estava na escuta e conseguiu interceptar a ação. O que nos foi passado era que o alvo da quadrilha não era a agência em si, mas o carro-forte que chegaria para recolher o dinheiro”, contou Leite.

Ainda sobre o Itaú, o Seeb-AM informou que, no início deste mês, três agências do banco foram autuadas por não conterem portas giratórias, conforme a Lei Municipal nº 2006/2015. “Isso auxilia muito a entrada de pessoas com artigos que possam facilitar um assalto dentro dos prédios”, observou o presidente em exercício do sindicato. Sobre os valores roubados dos caixas e agências, Leite afirmou que esses dados são confidenciais.

“Nós orientamos os colegas das agências a conversarem com os clientes que saem com uma grande quantidade de dinheiro para que tomem cuidado. Eles se arriscam muito e facilitam os assaltos no estilo ‘saidinha’. É sempre importante tomar cuidado”, finalizou Leite.

Anúncio