Notícias sobre surto de Covid-19 em crianças de Manaus são falsas, afirmam FSV-AM e Semsa

O “Alerta Vermelho aos Professores” ganhou força nas redes sociais ao tratar sobre uma possível explosão de casos confirmados de Covid-19 em crianças de 8 a 13 anos

Manaus – A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informaram que são falsas as notícias sobre um segundo possível surto do Novo Coronavírus em crianças, que estão viralizando nas redes sociais. A confirmação que se trata de uma “Fake News” foi divulgada pelos órgãos de saúde na tarde desta sexta-feira (17).

Conforme a Semsa, o número de ocorrências da Covid-19 em crianças (de zero a 12 anos) representa apenas 3,4% de um total de 31.306 casos na capital do Amazonas. Já a FVS-AM afirmou que não há nenhum aumento significativo nos casos confirmados da doença em crianças e adolescentes em nenhuma das unidades de saúde pública do Estado.

Possível surto foi negado pelos órgãos de saúde (Foto: Divulgação)

A mensagem que ganhou força nas redes sociais tinha como título o “Alerta Vermelho aos Professores” sobre uma possível explosão de casos confirmados de Covid-19 em crianças com idade entre 8 e 13 anos. O texto dizia ainda que unidades de saúde Instituto de Câncer de Manaus, Hospital Infantil Dr. Fajardo, Pronto Socorro da Criança da zona oeste e Pronto Socorro Joãozinho estavam superlotadas com crianças atestadas positivas para a doença.

Para a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, as “fake news”, estimulam um desserviço para a sociedade. “É necessário ser crítico e não compartilhar mensagem se não tem certeza. Cada cidadão tem um papel importante no combate de notícias falsas”, completou.

Dados

O informe mais recente, publicado na quinta-feira (16), mostra que, nesse dia, houve o registro de 38 casos novos, somadas todas as faixas de idade e sem o predomínio de crianças entre os casos novos.  A FVS-AM realiza diariamente um monitoramento de casos internados da Covid-19 junto às unidades de saúde públicas e particulares do Amazonas.

Anúncio