Órgão encontrado em local de busca por desaparecidos no AM é estômago humano

Órgão passa por análise para saber se pertence a Bruno ou Dom Phillips; objetos pessoais dos desaparecidos também foram encontrados

Manaus – As equipes de buscas pelo indigenista Bruno Araújo e pelo jornalista britânico Dom Phillips, desaparecidos na região amazônica há uma semana, confirmaram à Record TV que o órgão encontrado no rio Itaquaí, em Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros a oeste de Manaus), é um estômago humano. O órgão foi enviado para o Instituto Nacional de Criminalística, a fim de descobrir se pode ser de um dos desaparecidos.

(Foto: Montagem D24M / Reprodução)

Araújo, que é servidor da Funai, e Phillips, colaborador do jornal The Guardian, foram vistos pela última vez no dia 5 deste mês no Vale do Javari, após partirem em uma lancha com destino à cidade de Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros a oeste de Manaus).

O Corpo de Bombeiros do Amazonas encontrou uma mochila e sandálias em área de busca. De acordo com fontes ouvidas pelo R7, a mochila estava em uma árvore, dentro de uma área alagada. Os objetos serão encaminhados para a perícia, e a Polícia Federal já foi comunicada do fato.

Uma equipe de buscas formada por indígenas da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) encontrou uma embarcação na região onde o jornalista e o indigenista desapareceram. De acordo com a entidade, foram identificados vestígios de que uma embarcação foi arrastada pela área de terra.

Em Nota, o Comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informou que, nas últimas 24 horas, a Operação Javari prosseguiu com a busca fluvial e com reconhecimento aéreo na região do Rio Itaquaí, especialmente na área onde foi encontrada a outra embarcação aparentemente de  propriedade de Amarildo da Costa Oliveira, que se encontra com prisão temporária decretada por conta dos fatos.

Nessa região onde se concentraram as buscas que foram encontrados objetos pessoais dos desaparecidos, sendo o cartão de saúde em nome do Sr. Bruno Pereira, um calça preta, um chinelo preto, um par de botas, outro par de botas pertencente ao Sr. Dom Phillips e uma mochila também pertencente ao Sr. Dom Phillips contendo roupas pessoais.

A nota dizia ainda que nada é mais importante do que a busca pelos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips.

Segue a nota:

blank

(Foto: Divulgação)

 

Anúncio