Oscilações de energia deixam usuários sem água, diz Ageman

Agência fez um apelo para que a Eletrobras Amazonas Energia concentre esforços na área operacional, a fim de minimizar as oscilações de energia na cidade, o que tem causado desabastecimento de água

Manaus – O diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Fábio Alho, se reuniu, nesta sexta-feira (24), com a direção da Eletrobras Amazonas Energia e fez um apelo para que a concessionária concentre esforços na área operacional, a fim de minimizar as oscilações de energia na cidade, o que tem causado desabastecimento de água principalmente nos bairros das zonas norte e leste. As informações são da Ageman.

Levantamento prévio feito pela Unidade Gestora de Água da Prefeitura de Manaus (UGPM Água) revelou que, nas últimas duas semanas, foram registradas diversas paradas que juntas somaram 29 horas, comprometendo a captação e a distribuição de água em vários bairros e comunidades de Manaus.

“Quando a luz vai embora e volta logo, o mesmo não acontece com o abastecimento de água porque a operação desses sistemas não é tão simples. O tempo de cada parada é curto, de três a nove minutos em média, no entanto, as consequências são gigantescas para o usuário”, afirmou Fábio Alho, durante a reunião com o diretor-presidente da Eletrobras Amazonas Tarcísio Rosas e o gestor da UGP Água, Sérgio Elias.

Segundo a Ageman, o dirigente da Eletrobras reconheceu que a situação é crítica e firmou o compromisso de reforçar a atenção das equipes operacionais a fim de que possam prestar uma assistência efetiva às demandas da concessionária Manaus Ambiental e à Agência Reguladora do município, com o objetivo de dar uma pronta resposta aos problemas de falta de energia.