Pais pedem ajuda para tratamento de gêmeos prematuros extremos

Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone: 98228-2236 ou pelo instagran @ henrique_louise. O valor da feijoada é de R$ 30,00

Manaus – Pais organizam vaquinha on-line e feijoada beneficente para arrecadar dinheiro para o tratamento dos filhos gêmeos, que nasceram prematuros extremos e necessitam de fisioterapias e realização de exames de alto custo. A feijoada acontece dia 13 de setembro, no Beco São Pedro, bairro Parque Dez, zona centro-sul de Manaus.

(Foto: Yago Frota/GDC)

Nayara Ketlen e Ruan Costa descobriram que seriam pais de gêmeos, e apesar do susto, a notícia só agradou a família. Os bebês Louise e Henrique nasceram de 28 semanas de gestação e por conta da prematuridade extrema, precisam de acompanhamento médico. Hoje, com um ano e seis meses, os gêmeos precisam fazer uma ressonância com sedação, além de fisioterapias diárias. Para custear o tratamento, os pais criaram uma vaquinha online.

O nascimento dos gêmeos trouxe felicidade e também preocupação, a rotina dos pais mudou completamente, a maior parte do tempo era na maternidade acompanhando os pequenos.

“Eles nasceram de seis meses, prematuros extremos, a nossa luta começou desde aí, ela (Nayara) passou uma noite em trabalho de parto, um nasceu com 30 centímetros e outro com 31, aproximadamente um quilo. A gente ficou muito feliz, mas na mesma hora ficou preocupado, pelo fato de ter nascido muito prematuro, e deste então, começou a nossa luta diariamente”, explicou Ruan, pai dos gêmeos.

Na maternidade, Nayara pegou infeção hospitalar. Henrique chegou a contrair bactéria e fungo e passou por uma cirurgia por suspeita de perfuração no intestino. Os gêmeos ainda tiveram uma hemorragia na cabeça, a menina foi grau dois, já o menino o grau foi quatro, e gerou a hidrocefalia.

“Ela teve grau dois, que absorveu, na época, por eles serem pequenos, não sabíamos dizer onde tinha atingido, no que ia resultar, na parte motora ou na fala, mas agora como eles já tem um ano, realmente começam a aparecer as sequelas da prematuridade. O grau quatro que ele teve que acabou gerando a hidrocefalia, e foi um choque pra gente”, contou a mãe, Nayara.

A descoberta da necessidade da ressonância com sedação, veio já neste ano, durante consultas de rotina, os bebês mesmo com um ano não sentam sozinhos, apenas com o apoio dos pais.

Nayara conta que os pequenos foram à consulta da fisioterapia, a especialista explicou, que eles precisavam urgente de sessões diárias, para evitar a atrofia, principalmente da coluna.

“A médica explicou que a situação estava ficando muito mais grave, vocês precisam procurar urgente, porque isso não é só prematuridade, tem alguma relação com a parte neurológica dele”, destacou a mãe.

Em consulta neurológica, foi solicitado que os bebês fizessem a ressonância magnética com sedação, os pais realizaram uma pesquisa, e o menor valor encontrado foi de R$ 800,00 cada bebê. Já o custo com as sessões de fisioterapia custam R$ 150,00 apenas uma.

“A ressonância magnética é para juntar com o laudo da suspeita que a neurologista tem, que eles possam ter paralisia infantil, pelo fato de eles não sentarem e nem falarem direito ainda”, contou Ruam.

Feijoada Beneficente

Os pais juntamente com a família organizaram a 1ª Feijoada Beneficente para arrecadar o custo das fisioterapias e a realização do exame. O evento acontece dia 13 de setembro, de 11h às 18h, na Vitta Verde, Beco São Pedro, bairro Parque Dez, zona centro-sul de Manaus.

Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone: 98228-2236 ou pelo instagran @ henrique_louise. O valor da feijoada é de R$ 30,00.

A ajuda também pode ser feita por meio da vaquinha online:

https://abacashi.com/p/tratamento-henrique-e-louise

blank

Divulgação

Anúncio