Para Arthur, Manaus tem infraestrutura pronta para enfrentar o período de chuvas

Prefeito voltou a fiscalizar obras, nesta terça-feira (4), após afastamento de quase uma semana para tratamento da saúde. No bairro Tarumã, ele garantiu que a cidade está preparada para a estação chuvosa

Manaus – Pouco mais de uma semana após dar uma pausa na agenda de atividades externas para tratamento de uma Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, retornou, ontem, à sua rotina de acompanhamento das ações de rua do município. Ele fiscalizou o serviço de recapeamento nos últimos 700 metros da estrada da Vivenda Verde, no Tarumã, zona oeste, que recebeu novo asfalto ao longo de dez quilômetros e garantiu que Manaus está pronta para enfrentar o período de chuvas. As informações são da Prefeitura de Manaus.

“É bom estar de volta. A vertigem é algo muito incômodo, mas mais incômodo é deixar de trabalhar como a gente gosta, estando nas ruas e vendo de perto as ações de infraestrutura. Foram dez quilômetros de recapeamento na estrada da Vivenda Verde e, tão logo se conclua essa etapa, entraremos em mais três quilômetros na estrada da Vivenda do Pontal, além desses 700 metros que levam até a Prainha”, explicou o prefeito.

Arthur fiscalizou o recapeamento da Estrada da Vivenda Verde. (Foto: Alex Pazuello/Semcom Divulgação)

Ainda segundo Virgílio, Manaus já está pronta para enfrentar o período de chuvas, com planejamento garantido para grandes obras em 2019. “A chuva sempre prejudica o andamento das obras, mas avançamos bastante com ações preventivas, como drenagens, dragagens, recapeamento, que deixaram a capital mais resistente às fortes chuvas, bem diferente de quando assumi em 2013”, disse o prefeito, que também assegurou orçamento para o Plano de Obras de Verão 2019. “Fizemos muito este ano e vamos fazer muito mais em 2019. Estamos preparando um Plano de Obras muito forte para o próximo ano”, assegurou.

Conforme a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), foram intensificadas a recuperação e a ampliação de redes de drenagens em todas as zonas da cidade e oito igarapés de Manaus recebem dragagens simultaneamente, além da atuação de três equipes de obras, diuturnamente, na desobstrução de bueiros nas principais vias da capital para evitar ou minimizar a chance de alagamentos.