Pecuaristas de 13 municípios do AM têm até sexta-feira para declarar rebanho

Estratégia é obrigatória e adotada para manter o status desses municípios como zona livre de febre aftosa sem vacinação

Manaus- A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) alerta os pecuaristas de 13 municípios do Amazonas livres de Febre Aftosa (FA) sem vacinação, que encerra, na sexta-feira (15), o prazo para a atualização cadastral de todas as espécies presentes na propriedade. As informações devem ser apresentadas junto a um dos escritórios da autarquia ou por meio do Atendimento Remoto da Adaf no telefone (92) 99238-5568.

(Foto: Ana Christina/Adaf)

A declaração do rebanho está em vigor desde o dia 1º de novembro e deve ser realizada por produtores das cidades de Apuí, Boca do Acre, Canutama, Eirunepé, Envira, Guajará, Humaitá, Itamarati, Ipixuna, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Pauini e parte do município de Tapauá. A estratégia é obrigatória e adotada para manter o status desses municípios como zona livre de febre aftosa sem vacinação, concedido pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

A agência de defesa esclarece que os dados fornecidos pelos criadores facilitam a fiscalização, o enfrentamento de doenças e o acesso a uma estimativa do rebanho existente no Amazonas. Os produtores que descumprirem o prazo estarão passíveis de multa e bloqueio da ficha de movimentação, documento que concentra os registros de todas as emissões de Guias de Trânsito Animal (GTA) e declarações da propriedade.

Anúncio