Adolescente de Anori que morava na Holanda é brutalmente assassinada

Suspeita do crime, colega de escola de 16 anos, teria recebido ajuda da mãe e de duas irmãs maiores de idade

Manaus – A adolescente Alice Albuquerque de 15 anos, natural de Anori, interior do Amazonas, foi morta a facada na cidade de Rotterdam na Holanda. Alice morava na cidade holandesa com a mãe e o padrasto. A suspeita de autoria do crime foi outra adolescente de 16 anos com quem estudava na mesma escola. O crime aconteceu na noite de quarta-feira (12) por volta das 20:15 (hora local) na rua Mathenesserdijk.

Alice teria rompido relações com a amiga, autora do crime, após descobrir que a mesma estava apaixonada por ela (Foto: Reprodução)

A suspeita teria recebido ajuda da mãe e de duas irmãs maiores de idade. As duas adolescentes eram amigas, porém Alice teria cortado relações com a jovem. Momentos antes do crime, Alice teria recebido uma mensagem da adolescente afirmando que queria reatar a amizade.

A jovem amazonense então foi até a casa da colega. Ao chegar, Alice foi surpreendida pela mãe da ex-amiga que a trancou dentro de um quarto junto com a adolescente e as duas irmãs maiores de idade, que iniciaram uma sessão de espancamentos. A colega de classe então pegou uma faca e desferiu 5 golpes no pescoço de Alice.

Se confirmada a autoria do crime, será caracterizado como feminicídio, pois segundo relatos, a colega (de origem marroquina) teria se apaixonado por Alice que a rejeitou e decidiu terminar a amizade. Frustrada, a ex-amiga decidiu então planejar o assassinato.

Em uma rede social, o primo de Alice que a considerava uma irmã, lamentou a morte da jovem. “É difícil de acreditar, minha ficha ainda não caiu. Minha irmãzinha que eu tanto amava que me dava conselhos e me apoiava em tudo. Eu nunca vou te esquecer minha princesinha, papai do céu está com você agora e você se tornou uma estrelinha… Uma menina jovem cheia de sonhos, na flor da idade, estudiosa meiga e principalmente do bem, se foi. Isso foi uma tragédia mas saiba que a justiça será feita e toda sua família e amigos não vão deixar isso passar mesmo”.

Após ser espancada, a jovem foi morta com cinco golpes de faca no pescoço (Foto: Reprodução/Instagram)

Traslado do corpo

A reportagem do D24am entrou em contato com o primo da vítima, Leandro Albuquerque, que informou que a família aguarda a autorização do Itamaraty e do consulado holandês para realizar os trâmites de liberação e traslado do corpo.

Anúncio