Adolescente é assassinado dentro de casa na zona norte de Manaus

O tio do adolescente, que estava com a vítima na casa, foi agredido e levado a uma unidade hospitalar para receber atendimento

Manaus – O adolescente R.S.B, de 17 anos, foi morto com quatro facadas nas costas na tarde desta quinta-feira (11) dentro de uma casa no Beco Esperança, Bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. O tio do adolescente, Mauro Barros do Nascimento, 28, que estava com a vítima na casa, foi agredido por coronhadas e levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a uma unidade hospitalar para receber atendimento.

Segundo os policiais militares da 13º Companhia Interativa Comunitária (Cicom), por volta das 14h, foram chamados ao local com a informação que havia acontecido um homicídio no Beco Esperança. Quando chegaram ao local, encontraram o adolescente na parte de trás da casa, deitado no chão, morto.

No local, moradores contaram que pelo menos sete homens chegaram à casa com armas e facas e entraram na casa enquanto tio e sobrinho almoçavam. Eles mataram o adolescente e agrediram o tio. A suspeita é que o crime está ligado a guerra entre facções criminosas que atuam na cidade.

Adolescente é assassinado dentro de casa na zona norte de Manaus (Foto: Divulgação / Marcos Lima)

O delegado Guilherme Antoniazzi, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), contou que ele foi morto com quatro facadas nas costas e também levou um tiro no pulso. O delegado disse que o crime tem as características de um acerto de contas com o tráfico de drogas e que é a terceira pessoa que morre na localidade em um mês.

“Na região aqui, em menos de um mês, já foram três homicídios. Um há quase um mês atrás, outro há 15 dias e mais esse hoje. E uma área que está havendo vários homicídios que segundo as pessoas estão relatando, tem pessoas que querem tomar essa região do tráfico de drogas de outra facção. E um lugar de difícil acesso. As investigações só estão iniciando. A gente tá buscando informações para identificar quem são os mandantes. Já começar as diligências para o mais rápido possível tentar prender esses infratores que estão aterrorizado essa comunidade”, disse o delegado.

A perícia foi realizada pelo Departamento de Polícia Técnico Científica (DPTC) e os agentes do Instituto Médico Legal foram ao local para fazer a remoção do corpo. A DEHS continua investigando o caso.