Operação apreende adolescentes por estupro, tortura, tráfico de drogas e roubo em Manaus

Os crimes ocorreram neste ano e em 2020 e durante a apreensão dos menores, os familiares ainda tentaram argumentar para que eles não fossem levados

Manaus – Sete adolescentes de idades entre 14 a 17 anos, foram apreendidos pelos crimes de estupro, tortura, tráfico de drogas e roubo, durante a Operação Araceli, nos últimos dois dias, nas zonas norte e centro-sul de Manaus.

Se acordo a delegada Elizabeth de Paula, titular da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), os crimes ocorreram neste ano e em 2020 e durante a apreensão dos menores, os familiares ainda tentaram argumentar para que eles não fossem levados.

Delegada, Elizabeth de Paula (Foto: Divulgação)

“Em um dos casos teve aquela comoção da família, onde a mãe e a avó não queriam deixar que o mandado fosse cumprindo e por coincidência ou não, na frente da casa estava uma sigla de facção criminosa bem exposta. Já em um segundo, os familiares alegaram que já havia cumprido os 45 dias, mas esse período é somente para a parte multidisciplinar e a união de provas para o julgamento. Todos os mandados foram legais, pois todos foram julgados”, explicou.

Ainda segundo a delegada, Elizabeth de Paula, a vítima do caso de tortura, que resultou em três adolescente apreendidos, também foi alvo da operação por ser acusado de violentar uma criança de seis anos.

“No mesmo dia que esse adolescente foi torturado, que foi no último mês de março ele teria praticado um estupro de venerável contra o irmão, da outra vítima que também foi torturada. Foi uma operação bem eclética, mas cumprimos com o nosso objetivo” concluiu.

Os menores foram conduzidos para a sede da Deai e posteriormente, seis foram encaminhados para os Centros Socioeducativos e um deles, para o juizado de menores.

Anúncio