Advogado suspeito de tentativa de feminicídio presta depoimento à polícia em Manaus

A ex-namorada do advogado fez a denúncia na noite de domingo (21), ela contou à polícia que havia sido agredida pelo homem

Manaus – O advogado Marcelo Oliveira Gonçalves, 40, suspeito de tentativa de feminicídio contra a ex-namorada, a jovem Teresa Victória Pinheiro, 22, se apresentou na tarde desta quarta-feira (24) na sede da Delegacia Especializada em Crimes Contra à Mulher (DECCM) para depor.

Conforme a delegada titular, Débora Mafra, o homem prestou depoimento e tomou ciência das medidas protetivas solicitadas pela vítima na segunda-feira (22). O advogado foi indiciado pelos crimes de tentativa de feminicídio, ameaça e furto.

A jovem denunciou o homem na noite de domingo (21), ela contou à polícia que havia sido agredida pelo ex-namorado, ele fez uma ligação para Teresa, informando que um carro estava a seguido e que se ela saísse da rota, algo de ruim poderia acontecer.

Advogado Marcelo Oliveira Gonçalves, 40, suspeito de tentativa de feminicídio contra a ex-namorada (Foto: Reprodução)

“Ela chegou no domingo, já toda marcada, machucada pela tentativa de feminicídio, com pescoço muito marcado, os olhos com sangue e muitas bolsas de sangue no corpo, ela tinha mordida. O que me chamou atenção foram as ameaças de morte, o sequestro, que foi na verdade ninguém foi lá buscá-la, alguém foi lá e ele ligou pra ela, dizendo que tinha um carro seguindo ela”, explicou a delegada, Débora Mafra.

No mês de fevereiro, a vítima havia registrado um Boletim de Ocorrência contra o homem por agressão, mas alguns dias depois, ela retirou a denúncia porque o advogado ofereceu um carro e um telefone.

“Ela renunciou e contou na delegacia que retirou porque fez um acordo extrajudicial com ele, que ele daria um carro e celular e não a procuraria mais, essa versão foi refutada por ele, que contou ter dado como presentes, independente se teve realmente um acordo extrajudicial pra ele deixar ela em paz e não ter brigas com ela, porém, não foi uma troca” destacou Mafra.

Além de Teresa, a mãe da jovem também foi ameaçada pelo homem, ela também pediu medida protetiva. De acordo com a polícia, três boletins já haviam sido registrados contra Marcelo em anos anteriores. A Especializada em Crimes Contra Mulher segue investigando o caso.

Anúncio