Agricultor é preso suspeito de estuprar e manter família em cárcere privado, no AM

Segundo a polícia, o homem estuprava a mulher dele e as três filhas, com idades entre 15 e 10 anos. Ele também é suspeito de agredir a família com correntes, tronco de árvore e outros objetos

Manaus – Um agricultor de 44 anos foi preso, em Caapiranga (a 134 quilômetros a oeste de Manaus), por suspeita de estuprar três filhas, com idades entre 15 e 10 anos, a mulher, de 36 anos, e maus tratos contra o filho de 13 anos, além de mantê-los em cárcere privado. De acordo com informações do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM), a família foi encontrada trancada em uma casa, na Comunidade Dares, situada no Rio Manacapuru, zona rural da cidade.

Família foi encontrada trancada em uma casa, por policiais militares do município (Foto: Divulgação/PM)

Conforme informações da Polícia Civil (PC), a prisão do homem ocorreu após uma das filhas, uma adolescente de 15 anos, gravar um áudio e divulgar relatando as agressões e estupros que ela e os demais irmãos, além da mãe, sofriam. A denúncia foi encaminhada ao Conselho Tutelar da cidade, que, com o apoio de policiais do 9º BPM e da Guarda Municipal, foi ao local, na última quarta-feira (16).

De acordo com a PM, quando os policiais chegaram ao local, encontraram a família presa em uma casa abandonada, em área de difícil acesso, assustados e com medo de falar com as equipes. Segundo a polícia, as crianças apresentavam vários hematomas no corpo. A suspeita é de que os ferimentos foram provocados por golpes de tesouras ou terçados.

No local, os policiais encontraram uma polia, uma corrente de motosserra e um tronco de árvore. Para a polícia, os objetos eram usados pelo pai para espancar os filhos e a mulher. De acordo com a PM, as vítimas informaram que o suspeito estuprava todas as filhas, além da mulher, e que os crimes eram praticados em qualquer lugar, principalmente, no roçado.

Prisão

Quando os policiais chegaram na casa do suspeito, ele não foi localizado. Os familiares informaram que ele havia saído armado. Durante as diligências, o suspeito retornou e foi preso no momento em que chegava no local, em uma canoa. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele ainda tentou fugir.

Com ele, foi apreendida uma espingarda calibre 20, com diversos cartuchos não deflagrados. De acordo com a assessoria da Polícia Civil (PC), o homem foi autuado na 32ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) pelos crimes de maus tratos, estupro, estupro de vulnerável e cárcere privado. Ele permanecerá na carceragem do 32ª DIP.