‘Anjinho’, líder de facção criminosa, é preso no Nova República

Segundo a polícia, Felipe Batista Ribeiro foi preso em cumprimento de mandado de prisão. Ele é considerado criminoso de alta periculosidade

Manaus – Felipe Batista Ribeiro, conhecido como ‘anjinho’, foi preso nesta quinta-feira (13), em cumprimento de mandado de prisão preventiva. Ele é apontado como líder do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Amazonas. A prisão ocorreu no bairro Nova República, na zona Sul de Manaus.

Segundo o delegado Marcelo Martins, responsável pelo 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a equipe iniciou as investigações sobre a localização de Felipe, após receber informações que o suspeito estaria no comando do tráfico de drogas no Centro da cidade.

“Ele é o líder no Estado inteiro de uma facção criminosa e começou atuar novamente nessa circunstância, aproveitando-se dessa brecha”, explicou o delegado.

Homem é considerado perigoso. Ele tem mandados em aberto e já foi condenado por crimes, inclusive de latrocínio (Foto: Divulgação)

Anjinho saiu do Centro de Detenção Provisória (CDPM), para cumprir prisão domiciliar em abril deste ano, por conta da realização de exames médicos para retirada de um tumor no cérebro, conforme informações da polícia.

“Ele tem um tumor no cérebro e fica alegando essa questão para obter liberdade, ele obteve essa (saída) e já voltou a atuar no tráfico de drogas como líder de facção criminosa”, disse a autoridade policial.

Ribeiro é considerado um criminoso de alta periculosidade. O conhecido Anjinho possui dois mandados de prisão em aberto e já foi condenado pelos crimes de tráfico de drogas, latrocínio e porte ilegal de arma.

Anúncio