Ao ouvir tiros, idoso corre para chamar netas e é assassinado com 11 tiros na frente de casa

Laureano Rabelo, 66, foi executado com 11 tiros de pistola calibre 380 milímetros, após um homem fugir para dentro da casa dele, para tentar escapar de pistoleiros. A vítima tinha ido até portão para chamar as netas dele, entre elas uma de cinco anos

Manaus – O idoso Laureano Rabelo, 66, foi executado com 11 tiros de pistola calibre 380 milímetros, após um homem fugir para dentro da casa dele, para tentar escapar de pistoleiros, na rua João Dias, bairro Raiz, zona sul de Manaus, na noite deste sábado (3). A vítima tinha ido até portão para chamar as netas dele, entre elas uma de cinco anos, que brincavam na frente da casa.

A neta do idoso assassinado, a estudante Isabelle Moraes, 18, relatou que o avô tinha ouvido os tiros, e correu para o portão da casa para chamar a neta pequena, quando o alvo dos criminosos invadiu a residência para se esconder.

Isabelle contou que o idoso tinha se mudado a pouco mais de um ano para cuidar de outro neto (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)

A jovem acredita que os quatro bandidos tenham matado o avô dela, por acreditar que o idoso estaria “acobertando” o homem que invadiu a casa. “Meu avô fechou o portão e já foi sendo atingido no rosto, tórax e nas costas”, relatou.

Isabelle contou que o idoso tinha se mudado a pouco mais de um ano, para a rua João Dias, para cuidar de outro neto dele, que é uma Pessoa Com Deficiência (PCD) mental.

O alvo dos suspeitos foi identificado como Sérgio Augusto Moldes Santos, 18, atingido com nove tiros na cabeça e tórax. A vítima ainda foi levada para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona centro-sul de Manaus, mas não resistiu, e morreu na unidade de saúde.

A equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o caso, mas ainda não tem pistas sobre os criminosos.